...
sexta-feira ,19 abril 2024
Home / Noticias / PF investiga fraudes em pedidos de seguro por mercadorias extraviadas

PF investiga fraudes em pedidos de seguro por mercadorias extraviadas

Repro­du­ção: © Fer­nan­do Frazão/Agência Bra­sil

Operação Bumerangue cumpre mandados no Pará, DF e em Goiás


Publi­ca­do em 08/02/2022 — 10:26 Por Pedro Peduz­zi – Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia
Atu­a­li­za­do em 08/02/2022 — 11:54

A Polí­cia Fede­ral defla­grou hoje (8) a Ope­ra­ção Bume­ran­gue, com o obje­ti­vo de repri­mir gru­po que teria frau­da­do o envio de enco­men­das segu­ra­das, via Cor­rei­os. Seis man­da­dos de bus­ca e apre­en­são estão sen­do cum­pri­dos no Pará, em Goiás e no Dis­tri­to Fede­ral.

De acor­do com a PF, os inves­ti­ga­dos agi­am há mais de um ano. Eles envi­a­vam obje­tos segu­ra­dos em valo­res pró­xi­mos a R$ 10 mil para diver­sas cida­des para­en­ses.

Essas enco­men­das eram então extra­vi­a­das den­tro dos Cor­rei­os, com a aju­da de alguns empre­ga­dos. Em segui­da, os cri­mi­no­sos plei­te­a­vam o paga­men­to de segu­ro pelo não rece­bi­men­to das mer­ca­do­ri­as.

“A par­ce­ria entre os Cor­rei­os e a PF per­mi­tiu a iden­ti­fi­ca­ção dos cri­mi­no­sos e o desen­vol­vi­men­to de méto­dos que pos­sam evi­tar, no futu­ro, novas prá­ti­cas deli­ti­vas”, infor­ma a PF. Duran­te as inves­ti­ga­ções, foi veri­fi­ca­do que algu­mas enco­men­das con­ti­nham peda­ços de madei­ra em vez de apa­re­lhos celu­la­res.

Os sus­pei­tos pode­rão res­pon­der pelos cri­mes de este­li­o­na­to, asso­ci­a­ção cri­mi­no­sa e lava­gem de dinhei­ro. Soma­das, as penas podem che­gar a 19 anos de pri­são.

Em nota, os Cor­rei­os afir­ma­ram que a ope­ra­ção é resul­ta­do do des­do­bra­men­to das infor­ma­ções for­ne­ci­das pre­vi­a­men­te pela esta­tal.

“Os Cor­rei­os con­ti­nu­am cola­bo­ran­do com as auto­ri­da­des e con­si­de­ram ina­cei­tá­vel a con­du­ta de cola­bo­ra­do­res ou pres­ta­do­res de ser­vi­ços, total­men­te dis­so­ci­a­da dos padrões e valo­res defen­di­dos pela empre­sa. Por essa razão, a esta­tal já ado­tou, de ime­di­a­to, as medi­das dis­ci­pli­na­res que o caso requer. A esta­tal escla­re­ce ain­da que man­tém estrei­ta par­ce­ria com os órgãos de segu­ran­ça públi­ca para pre­ve­nir a ocor­rên­cia de deli­tos nos ser­vi­ços pos­tais. Ain­da por moti­vos de segu­ran­ça, os Cor­rei­os não deta­lham mais infor­ma­ções sobre as ocor­rên­ci­as”, fina­li­za a nota.

Maté­ria atu­a­li­za­da às 11h54 para acrés­ci­mo de nota dos Cor­rei­os 

Edi­ção: Deni­se Gri­e­sin­ger

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasil deve recuperar 25 milhões de hectares de vegetação nativa

Repro­du­ção: © Symbiosis/ Divul­ga­ção Meta deve ser cumprida até 2030 Publicado em 15/04/2024 — 10:39 …