...
quarta-feira ,17 abril 2024
Home / Noticias / Preservação da Amazônia é prioridade do governo eleito na COP27

Preservação da Amazônia é prioridade do governo eleito na COP27

Repro­du­ção: © Val­ter Campanato/Agência Bra­sil

Presidente eleito embarcou hoje para o Egito, onde ocorre o encontro


Publi­ca­do em 14/11/2022 — 18:10 Por Cami­la Maci­el — repór­ter da Agên­cia Bra­sil — São Pau­lo

ouvir:

Duran­te o anún­cio de novos nomes para o Gabi­ne­te da Tran­si­ção, o vice-pre­si­den­te elei­to, Geral­do Alck­min, des­ta­cou que o com­ba­te ao des­ma­ta­men­to será uma pri­o­ri­da­de do novo gover­no e, por isso, o pre­si­den­te elei­to Luiz Iná­cio Lula da Sil­va está a cami­nho da Con­fe­rên­cia das Par­tes das Nações Uni­das sobre Mudan­ças do Cli­ma, a COP27. 

Lula embar­cou na manhã de hoje (14) para o Egi­to, a con­vi­te do pre­si­den­te anfi­trião do encon­tro. Ele fará um pro­nun­ci­a­men­to, na quar­ta-fei­ra (16) na área da Orga­ni­za­ção das Nações Uni­das (ONU), a Blue Zone. Ele tam­bém cum­pre agen­da com gover­na­do­res de esta­dos da região amazô­ni­ca e com repre­sen­tan­tes da soci­e­da­de civil.

“Esta é uma gran­de pre­o­cu­pa­ção. A emis­são do car­bo­no, no caso do Bra­sil, se você somar o esca­pa­men­to da moto, do car­ro, do avião, da lan­cha, do trem, do boi, o lixão, o esgo­to, a cha­mi­né da fábri­ca, isso dá um pou­qui­nho mais de 50%. Só o des­ma­ta­men­to é qua­se 50%. É de uma gra­vi­da­de impres­si­o­nan­te”, lem­brou Alck­min.

Ele fez refe­rên­cia às flo­res­tas do Bra­sil, Indo­né­sia e Con­go que são fun­da­men­tais para o com­ba­te às mudan­ças cli­má­ti­cas, por pos­suí­rem vas­tas áre­as de flo­res­tas tro­pi­cais. O gover­no bra­si­lei­ro anun­ci­ou uma ali­an­ça com esses paí­ses para “valo­ri­za­ção da bio­di­ver­si­da­de e remu­ne­ra­ção jus­ta de ser­vi­ços ambi­en­tais”.

Alck­min refor­çou que estão sen­do soli­ci­ta­dos dados do Pro­je­to de Moni­to­ra­men­to do Des­ma­ta­men­to na Amazô­nia Legal por Saté­li­te (Pro­des), refe­ren­tes a agos­to de 2021 a julho de 2022. “Esses núme­ros já exis­tem, mas não estão sen­do divul­ga­dos”, pon­tu­ou. Ele lem­brou pro­pos­tas fei­tas duran­te a cam­pa­nha pre­si­den­ci­al de Lula que incluíam, entre outros temas, a recu­pe­ra­ção dos órgãos ambi­en­tais, os quais, segun­do ele, “foram pra­ti­ca­men­te des­mo­bi­li­za­dos”.

Aloi­zio Mer­ca­dan­te, que está na coor­de­na­ção dos Gru­pos Téc­ni­cos do Gabi­ne­te de Tran­si­ção e foi minis­tro nos gover­nos do PT, de áre­as como Edu­ca­ção, Casa Civil e Ciên­cia e Tec­no­lo­gia, falou sobre nego­ci­a­ções para a libe­ra­ção de recur­sos do Fun­do Amazô­nia.

“O Fun­do Amazô­nia tem cer­ca de R$ 3 bilhões hoje, que estão impe­di­dos de serem libe­ra­dos por cau­sa da fal­ta de com­pro­mis­so do gover­no bra­si­lei­ro no com­ba­te ao des­ma­ta­men­to. Nós já tive­mos con­ver­sas com o gover­no da Ale­ma­nha e da Noru­e­ga que devem auto­ri­zar, no dia seguin­te da pos­se, a libe­ra­ção dos recur­sos”, pro­je­tou.

Cri­a­do em 2008, o fun­do rece­be doa­ções de ins­ti­tui­ções e gover­nos inter­na­ci­o­nais para finan­ci­ar ações de pre­ven­ção e com­ba­te ao des­ma­ta­men­to na Amazô­nia Legal. Em 2019, a Ale­ma­nha e a Noru­e­ga sus­pen­de­ram os repas­ses para novos pro­je­tos após o gover­no bra­si­lei­ro apre­sen­tar suges­tões de mudan­ça na apli­ca­ção dos recur­sos e extin­guir cole­gi­a­dos de ges­tão do fun­do.

No últi­mo dia 3, o Supre­mo Tri­bu­nal Fede­ral (STF) deter­mi­nou que o gover­no fede­ral rea­ti­ve o Fun­do Amazô­nia. Pela deci­são da Cor­te, a União tem pra­zo de 60 dias para cum­prir a medi­da.

Agenda

Na quar­ta-fei­ra (16), Lula par­ti­ci­pa, às 11h, horá­rio local (6h de Bra­sí­lia), do even­to Car­ta da Amazô­nia – uma agen­da comum para a tran­si­ção cli­má­ti­ca. Esta­rão pre­sen­tes gover­na­do­res de esta­dos da região Nor­te: Antô­nio Wal­dez Góes da Sil­va, do Ama­pá; Glad­son de Lima Came­li, do Acre; Mau­ro Men­des, do Mato Gros­so; Hel­der Bar­ba­lho, do Pará; Wan­der­lei Bar­bo­sa, do Tocan­tins; e Mar­cos Rocha, de Rondô­nia.

No mes­mo dia, às 17h15 (12h15 no horá­rio de Bra­sí­lia) Lula faz pro­nun­ci­a­men­to na COP27, na área da ONU, a Blue Zone.

Na quin­ta-fei­ra (17), às 10h (5h no horá­rio de Bra­sí­lia), o pre­si­den­te elei­to se encon­tra com repre­sen­tan­tes da soci­e­da­de civil bra­si­lei­ra, no Bra­zil Hub. Às 15h (10h em Bra­sí­lia) o encon­tro será com o Fórum Inter­na­ci­o­nal dos Povos Indí­ge­nas e Fórum dos Povos sobre Mudan­ça Cli­má­ti­ca.

Na sex­ta-fei­ra (18), Lula segue para Por­tu­gal, onde se encon­tra com auto­ri­da­des por­tu­gue­sas. Ele retor­na para o Bra­sil no fim de sema­na.

Edi­ção: Deni­se Gri­e­sin­ger

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasília (DF) 26-03-2024 Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, falando sobre a decisão da CCJ durante coletiva. Foto Lula Marques/ Agência Brasil

Lira critica Padilha; ministro reage com vídeo de Lula

Repro­du­ção: © Lula Marques/ Agên­cia Bra­sil Deputado fez declaração ao ser questionado sobre prisão de …