...
sábado ,22 junho 2024
Home / Eleições 2022 / Presidente critica manifestações que prejudicam população

Presidente critica manifestações que prejudicam população

Repro­du­ção: © Fabio Rodri­gues-Poz­ze­bom/ Agên­cia Bra­sil

Bolsonaro agradeceu votos recebidos


Publi­ca­do em 01/11/2022 — 17:52 Por Pedro Rafa­el Vile­la – Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia
Atu­a­li­za­do em 01/11/2022 — 20:07

Ouça a maté­ria:

Pela pri­mei­ra vez, o pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro se pro­nun­ci­ou sobre os resul­ta­dos das elei­ções, na tar­de des­ta ter­ça-fei­ra (1º), no Palá­cio do Alvo­ra­da, resi­dên­cia ofi­ci­al. A mani­fes­ta­ção ocor­reu dois dias depois da vitó­ria de Luiz Iná­cio Lula da Sil­va (PT), elei­to pela ter­cei­ra vez para a Pre­si­dên­cia da Repú­bli­ca no domin­go (30).

Bol­so­na­ro apa­re­ceu, num púl­pi­to pre­vi­a­men­te pre­pa­ra­do, acom­pa­nha­do por diver­sos minis­tros do seu gover­no e ali­a­dos polí­ti­cos. Foram pou­co mais de dois minu­tos de uma decla­ra­ção lida, em que o pre­si­den­te agra­de­ceu pela vota­ção rece­bi­da, sem citar o pre­si­den­te elei­to. Ele tam­bém comen­tou sobre as mani­fes­ta­ções de apoi­a­do­res que estão blo­que­an­do rodo­vi­as em diver­sos esta­dos do país. Os blo­quei­os têm cau­sa­do uma série de pre­juí­zos, como trans­por­te de oxi­gê­nio hos­pi­ta­lar desa­bas­te­ci­men­to de aero­por­tos.

“Que­ro come­çar agra­de­cen­do os 58 milhões de bra­si­lei­ros que vota­ram em mim no ulti­mo dia 30 de outu­bro. Os atu­ais movi­men­tos popu­la­res são fru­to de indig­na­ção e sen­ti­men­to injus­ti­ça de como se deu o pro­ces­so elei­to­ral. As mani­fes­ta­ções pací­fi­cas sem­pre serão bem-vin­das, mas os nos­sos méto­dos não podem ser os da esquer­da, que sem­pre pre­ju­di­ca­ram a popu­la­ção, como inva­são de pro­pri­e­da­de, des­trui­ção do patrimô­nio e direi­to de ir e vir”, afir­mou.

Com 100% das urnas apu­ra­das pelo Tri­bu­nal Supe­ri­or Elei­to­ral (TSE), Lula obte­ve 60,3 milhões de votos, o que cor­res­pon­de a 50,90% dos votos váli­dos. Já o pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro ficou com 49,10% dos votos, soman­do 58,2 milhões de sufrá­gi­os.

Bol­so­na­ro tam­bém afir­mou que vai cum­prir a Cons­ti­tui­ção Fede­ral e men­ci­o­nou sua con­di­ção de líder de milhões de bra­si­lei­ros. “Enquan­to pre­si­den­te da Repú­bli­ca e cida­dão, con­ti­nu­a­rei cum­prin­do todos os man­da­men­tos da nos­sa Cons­ti­tui­ção. É uma hon­ra ser o líder de milhões de bra­si­lei­ros que, como eu, defen­dem a liber­da­de econô­mi­ca, a liber­da­de reli­gi­o­sa, a liber­da­de de opi­nião, a hones­ti­da­de e as cores ver­de e ama­re­la da nos­sa ban­dei­ra”.

Transição

Após ler o dis­cur­so, Bol­so­na­ro dei­xou o salão cen­tral do Palá­cio do Alvo­ra­da com sua equi­pe e, em segui­da, o minis­tro-che­fe da Casa Civil, Ciro Noguei­ra, fez uma decla­ra­ção com­ple­men­tar sobre a tran­si­ção de gover­no.

“O pre­si­den­te Jair Mes­si­as Bol­so­na­ro me auto­ri­zou, quan­do for pro­vo­ca­do, com base na lei, nós ini­ci­a­re­mos o pro­ces­so de tran­si­ção. A pre­si­den­te do PT [Glei­si Hoff­mann], segun­do ela em nome do pre­si­den­te Lula, dis­se que na quin­ta-fei­ra [3] será for­ma­li­za­do o nome do vice-pre­si­den­te Geral­do Alck­min [como coor­de­na­dor da equi­pe de tran­si­ção do gover­no elei­to]. Aguar­da­re­mos que isso seja for­ma­li­za­do para cum­prir a lei no nos­so país”, infor­mou.

Alck­min foi anun­ci­a­do nes­ta ter­ça-fei­ra como coor­de­na­dor da equi­pe de tran­si­ção. Outros nomes serão defi­ni­dos nos pró­xi­mos dias, envol­ven­do inte­gran­tes de par­ti­dos da coli­ga­ção de Lula.

STF

Em nota divul­ga­da no final da tar­de, o Supre­mo Tri­bu­nal Fede­ral (STF) des­ta­cou a impor­tân­cia do pro­nun­ci­a­men­to de Bol­so­na­ro.

“O Supre­mo Tri­bu­nal Fede­ral con­sig­na a impor­tân­cia do pro­nun­ci­a­men­to do pre­si­den­te da Repú­bli­ca em garan­tir o direi­to de ir e vir em rela­ção aos blo­quei­os e, ao deter­mi­nar o iní­cio da tran­si­ção, reco­nhe­cer o resul­ta­do final das elei­ções”, decla­rou a Cor­te.

Após o pro­nun­ci­a­men­to no Palá­cio da Alvo­ra­da, Bol­so­na­ro foi ao Supre­mo e se encon­trou com a pre­si­den­te da Cor­te, minis­tra Rosa Weber, e mais seis minis­tros. O pre­si­den­te esta­va acom­pa­nha­do do minis­tro da Eco­no­mia, Pau­lo Gue­des. A reu­nião ocor­reu a por­tas fecha­das e durou cer­ca de uma hora.

Segun­do a asses­so­ria de impren­sa do tri­bu­nal, a reu­nião foi uma visi­ta ins­ti­tu­ci­o­nal fei­ta por Bol­so­na­ro em que foi des­ta­ca­da “a impor­tân­cia da paz e har­mo­nia para o bem do Bra­sil”.

Tam­bém par­ti­ci­pa­ram da reu­nião os minis­tros Gil­mar Men­des, Luiz Fux, Edson Fachin, Nunes Mar­ques, André Men­don­ça e Ale­xan­dre de Mora­es.

Maté­ria atu­a­li­za­da às 20h07 para acrés­ci­mo de infor­ma­ções sobre a reu­nião do pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro com minis­tros do Supre­mo Tri­bu­nal Fede­ral.

Edi­ção: Fábio Mas­sal­li

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Qualidade do ar no país será adequada aos padrões da OMS

Repro­du­ção: © Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Bra­sil Segundo a agência, 99% da população mundial respira ar tóxico Publicado …