...
quinta-feira ,25 julho 2024
Home / Noticias / Presidente Jair Bolsonaro faz apelo para população economizar energia

Presidente Jair Bolsonaro faz apelo para população economizar energia

Repro­dução: © Repro­dução Youtube/Jair Bol­sonaro

País precisará de produção adicional de energia nos próximos meses


Pub­li­ca­do em 26/08/2021 — 21:12 Por Pedro Rafael Vilela — Repórter da Agên­cia Brasil — Brasília

O pres­i­dente Jair Bol­sonaro voltou a pedir que a pop­u­lação econ­o­mize ener­gia elétri­ca em meio ao agrava­men­to da situ­ação das usi­nas hidrelétri­c­as por causa da seca. Durante sua live sem­anal nas redes soci­ais, na noite des­ta quin­ta-feira (26), o pres­i­dente clas­si­fi­cou como “prob­le­ma sério” a atu­al crise energéti­ca. 

“O prob­le­ma é sério. Eu vou ten­tar faz­er um ape­lo a você que está em casa ago­ra. Eu ten­ho certeza que você pode apa­gar um pon­to de luz ago­ra. Eu peço esse favor pra você. Assim você estará aju­dan­do a econ­o­mizar ener­gia e a econ­o­mizar água das hidrelétri­c­as”, afir­mou.

O vol­ume de chu­vas muito abaixo do esper­a­do nos últi­mos meses, inclu­sive na com­para­ção com o ano pas­sa­do, deixou os reser­vatórios das hidrelétri­c­as da região cen­tro-sul do país em condições críti­cas.

“Em grande parte, nes­sas repre­sas, já esta­mos na casa de 10%, 15% de armazena­men­to. Esta­mos no lim­ite do lim­ite. Algu­mas vão deixar de fun­cionar se essa crise hidrológ­i­ca con­tin­uar existin­do”, acres­cen­tou Bol­sonaro. Na últi­ma terça-feira (24), o Comitê de Mon­i­tora­men­to do Setor Elétri­co (CMSE), coman­da­do pelo Min­istério de Minas e Ener­gia, já havia aler­ta­do sobre a pio­ra condições hídri­c­as no país.

Demanda adicional

Já nes­ta quin­ta-feira, o Oper­ador Nacional do Sis­tema Elétri­co (ONS) infor­mou que será pre­ciso garan­tir uma pro­dução adi­cional de ener­gia, a par­tir de out­ubro, para aten­der à deman­da que não poderá ser supri­da pelas usi­nas hidrelétri­c­as.

O órgão atu­al­i­zou uma nota téc­ni­ca de mon­i­tora­men­to das condições do setor elétri­co até novem­bro e cal­cu­lou que a quan­ti­dade adi­cional necessária de ener­gia será de 5,5 gigawatts médio (GWm) entre setem­bro e novem­bro. O doc­u­men­to enfa­ti­za que os reser­vatórios das usi­nas estão com as piores afluên­cias de água em 91 anos.

Entre as recomen­dações do ONS para aten­der essa deman­da estão a poster­gação das manutenções pro­gra­madas em usi­nas ter­moelétri­c­as, para evi­tar que elas pre­cisem ser desli­gadas; a impor­tação de ener­gia da Argenti­na e do Uruguai; a garan­tia da disponi­bil­i­dade oper­a­ti­va das tér­mi­cas mer­chant; solução para questões judi­ci­ais rela­cionadas às disponi­bil­i­dades da ofer­ta de cin­co usi­nas ter­moelétri­c­as (Goia­nia II, Camp­ina Grande, Mara­canaú, Palmeira de Goiás e Per­nam­bu­co III); a via­bi­liza­ção do ter­ceiro navio rega­seifi­cador, ref­er­ente às disponi­bil­i­dades das ter­melétri­c­as Ter­mo­ceará, For­t­aleza e Vale do Açu; a recom­posição da capaci­dade de ger­ação impacta­da pela manutenção da Rota 1 no mês de setem­bro; e a via­bi­liza­ção da tér­mi­ca GNA I.

O ONS tam­bém indi­cou que, a par­tir de setem­bro, devem ser incor­po­ra­dos novos recur­sos energéti­cos ao Sis­tema Interli­ga­do Nacional (SIN). Para isso, de acor­do com o órgão, será necessário lançar mão de ger­ação adi­cional prove­niente das usi­nas tér­mi­cas sem Cus­to Var­iáv­el Unitário (CVU); avançar com o Pro­gra­ma de Respos­ta Vol­un­tária da Deman­da; e imple­men­tar ações de incen­ti­vo para que a pop­u­lação reduza de for­ma vol­un­tária o seu con­sumo; além de ado­tar novas flex­i­bi­liza­ções dos níveis mín­i­mos nos reser­vatórios das hidrelétri­c­as de Ilha Solteira e Três Irmãos, até a cota de 323 met­ros.

Foi sug­eri­do ain­da autor­izar o uso da flex­i­bi­liza­ção dos critérios de segu­rança de N‑2 para N‑1 como recur­so para atendi­men­to energéti­co e de potên­cia; e ado­tar novas restrições tem­porárias de defluên­cia nas usi­nas do São Fran­cis­co e na hidrelétri­ca de Itaipu, poden­do agre­gar mais recur­sos às disponi­bil­i­dades de potên­cia.

Edição: Paula Labois­sière

LOGO AG BRASIL

 

Você pode Gostar de:

Dia do Amigo: relação é fundamental para a saúde mental, diz psicóloga

Repro­dução: © Marce­lo Camargo/Agência Brasil Especialistas ressaltam que ter amizades é importante desde a infância …