...
quinta-feira ,25 julho 2024
Home / Educação / Primeiro dia do Enem terá prova de redação

Primeiro dia do Enem terá prova de redação

Repro­dução: © Tânia Rêgo/Agência Brasil

Exame começa no próximo domingo


Pub­li­ca­do em 17/11/2021 — 07:30 Por Mar­i­ana Tokar­nia — Repórter da Agên­cia Brasil  — Rio de Janeiro

No primeiro dia do Exame Nacional do Ensi­no Médio (Enem) 2021, no próx­i­mo domin­go (21), os can­didatos farão, além das provas obje­ti­vas de lin­gua­gens e ciên­cias humanas, a úni­ca pro­va sub­je­ti­va da avali­ação, a redação. Nes­ta edição, o tema será o mes­mo, tan­to para o Enem impres­so quan­to para o dig­i­tal e, em ambas modal­i­dades, o tex­to dev­erá ser feito à mão. Por isso, é obri­gatório levar cane­ta esfer­o­grá­fi­ca de tin­ta pre­ta fab­ri­ca­da em mate­r­i­al trans­par­ente.

Ir bem na redação pode ser um difer­en­cial para o can­dida­to. Para par­tic­i­par de pro­gra­mas como o Sis­tema de Seleção Unifi­ca­da (Sisu), que ofer­ece vagas em insti­tu­ições públi­cas de ensi­no supe­ri­or, e o Pro­gra­ma Uni­ver­si­dade para Todos (ProUni), que con­cede bol­sas de estu­do em insti­tu­ições pri­vadas de ensi­no supe­ri­or, é necessário não ter tira­do zero na redação.

O Insti­tu­to Nacional de Estu­dos e Pesquisas Edu­ca­cionais Aní­sio Teix­eira (Inep) disponi­bi­liza todos os anos, con­forme pre­vis­to no edi­tal do exame, uma car­til­ha com os detal­h­es da cor­reção. Ain­da não foi disponi­bi­liza­da a car­til­ha do Enem 2021. Doc­u­men­tos de anos ante­ri­ores, com exem­p­los de redações que rece­ber­am a nota máx­i­ma, 1 mil, estão disponíveis na pági­na da autar­quia.

Dicas

Con­hecer as provas de redação ante­ri­ores pode aju­dar os can­didatos, segun­do o coor­de­nador de Inte­gração Pedagóg­i­ca do SAS Platafor­ma de Edu­cação, Vini­cius Bel­trão. “Os temas de redação geral­mente são cícli­cos. Ou vão traz­er questões de inclusão ou questões sobre cidada­nia e éti­ca. Podem falar de com­por­ta­men­to, de sociedade da infor­mação, ess­es temas macros sem­pre são pre­vis­tos pen­san­do numa real­i­dade brasileira”.

Como os can­didatos pre­cisam, além de ter um con­hec­i­men­to mín­i­mo sobre o assun­to, faz­er uma pro­pos­ta de inter­venção, a dica é bus­car refer­ên­cias que aju­dem a embasar o tex­to. Podem ser músi­cas, filmes, livros, notí­cias e doc­u­men­tos como a Con­sti­tu­ição Fed­er­al e a Declar­ação Uni­ver­sal dos Dire­itos Humanos da Orga­ni­za­ção das Nações Unidas (ONU), da qual o Brasil é sig­natário. “Faz­er grupo de estu­do, com­par­til­har com cole­gas o que cada um andou lendo, ver os prin­ci­pais temas, escr­ev­er. Pegar alguns temas e refaz­er a redação, não só para treinar a parte cog­ni­ti­va, mas para treinar o tem­po”.

No dia da pro­va, de acor­do com o pro­fes­sor, o ide­al é reser­var uma hora para faz­er a redação. Isso pode ser feito logo no começo, quan­do o can­dida­to está mais des­cansa­do. A dica é antes mes­mo de ler os tex­tos de apoio, ver, no final do enun­ci­a­do, qual é o tema da redação. Assim, quan­do o estu­dante ler os tex­tos de apoio, já saberá sobre o que pre­cis­ará escr­ev­er e poderá destacar ele­men­tos que o aju­dem na pro­dução do próprio tex­to.

O estu­dante terá à dis­posição uma fol­ha de ras­cun­ho, mas somente o que estiv­er escrito em cane­ta pre­ta na fol­ha de redação será con­sid­er­a­do na cor­reção. “É impor­tante faz­er o treina­men­to para a gestão do tem­po”, recomen­da Bel­trão.

Acom­pan­he a cober­tu­ra da Agên­cia Brasil sobre o Enem 2021:

Reler as redações

A pro­fes­so­ra de redação na platafor­ma Expli­caê Cainã Mar­ques Vilano­va recomen­da que, nes­sa reta final, os estu­dantes revisem os tex­tos que escrever­am ao lon­go do ano. “Faz­er uma análise de redações já feitas. Se estu­dou durante o ano e fez 30 redações, por exem­p­lo, é hora de colocá-las em cima da mesa e dar uma olha­da, rev­er os prin­ci­pais erros, anal­is­ar o que é pre­ciso mel­ho­rar”, diz.

Out­ra dica é ler redações que tiraram nota 1 mil em edições ante­ri­ores. Pro­duzir muitos novos tex­tos a alguns dias do exame pode, de acor­do com Cainã, ger­ar ner­vo­sis­mo. “Esta sem­ana não é mais para faz­er muitos tex­tos, vejo alunos deses­per­a­dos queren­do recu­per­ar o tem­po per­di­do. Isso atra­pal­ha até porque difi­cil­mente terão alguém para faz­er a cor­reção dessas redações e não terão um feed­back”.

Uma alter­na­ti­va é bus­car temas que o estu­dante ain­da não ten­ha tra­bal­ha­do e faz­er um roteiro com os tópi­cos que abor­daria e com os con­hec­i­men­tos que teria se o tema fos­se aque­le, incluin­do filmes rela­ciona­dos ao assun­to, entre out­ros. É pre­ciso tam­bém, segun­do a pro­fes­so­ra, tomar cuida­do com o que se vê nas redes soci­ais, onde muitas infor­mações e dicas fal­sas são divul­gadas.

A pro­fes­so­ra con­ta que a alguns dias do exame, os estu­dantes estão ansiosos e abal­a­dos pelo ano de pan­demia e tam­bém pelas notí­cias recentes de demis­sões no Inep. Nes­sa segun­da-feira, o pres­i­dente Jair Bol­sonaro afir­mou que o Enem irá ocor­rer na mais abso­lu­ta tran­quil­i­dade. “Começam ago­ra a ter a cara do gov­er­no as questões da pro­va do Enem. Ninguém está pre­ocu­pa­do com aque­las questões absur­das do pas­sa­do que caíam, temas de redação que não tin­ham nada a ver com nada. Real­mente algo volta­do para o apren­diza­do”, afir­mou.

Segun­do Cainã, os estu­dantes que con­hecem bem a estru­tu­ra da pro­va estão prepara­dos para dis­cor­rer sobre qual­quer tema. Ela ressalta que os tex­tos de apoio são de grande aju­da e que devem ser lidos com atenção. Eles não devem ser copi­a­dos na ínte­gra, o que poderá zer­ar a redação, mas podem con­ter infor­mações que aju­dem nos argu­men­tos dos estu­dantes.

Motivos para nota zero

Segun­do o edi­tal do Enem, são motivos para zer­ar a redação:

• fuga total ao tema;

• não obe­diên­cia ao tipo dis­ser­ta­ti­vo-argu­men­ta­ti­vo;

• exten­são de até sete lin­has man­u­scritas, qual­quer que seja o con­teú­do, ou exten­são de até dez lin­has escritas no sis­tema Braille;

• cópia de texto(s) da Pro­va de Redação e/ou do Cader­no de Questões sem que haja pelo menos oito lin­has de pro­dução própria do par­tic­i­pante;

• impropérios, desen­hos e out­ras for­mas proposi­tais de anu­lação, em qual­quer parte da fol­ha de redação;

• números ou sinais grá­fi­cos sem função clara em qual­quer parte do tex­to ou da fol­ha de redação;

• parte delib­er­ada­mente desconec­ta­da do tema pro­pos­to;

• assi­natu­ra, nome, ini­ci­ais, apeli­do, codi­nome ou rubri­ca fora do local dev­i­da­mente des­ig­na­do para a assi­natu­ra do par­tic­i­pante;

• tex­to pre­dom­i­nante ou inte­gral­mente escrito em lín­gua estrangeira;

• fol­ha de redação em bran­co, mes­mo que haja tex­to escrito na fol­ha de ras­cun­ho; e

• tex­to ilegív­el, que impos­si­bilite sua leitu­ra por dois avali­adores inde­pen­dentes.

Veja os temas das redações de anos ante­ri­ores:

Enem 2009: O indi­ví­duo frente à éti­ca nacional

Enem 2010: O tra­bal­ho na con­strução da dig­nidade humana

Enem 2011:  Viv­er em rede no sécu­lo XXI: os lim­ites entre o públi­co e o pri­va­do

Enem 2012: O movi­men­to imi­gratório para o Brasil no sécu­lo XXI

Enem 2013:  Efeitos da implan­tação da Lei Seca no Brasil

Enem 2014: Pub­li­ci­dade infan­til em questão no Brasil

Enem 2015: A per­sistên­cia da vio­lên­cia con­tra a mul­her na sociedade brasileira

Enem 2016: Cam­in­hos para com­bat­er a intol­erân­cia reli­giosa no Brasil e Cam­in­hos para com­bat­er o racis­mo no Brasil — Neste ano hou­ve duas apli­cações reg­u­lares do exame.

Enem 2017: Desafios para for­mação edu­ca­cional de sur­dos no Brasil

Enem 2018: Manip­u­lação do com­por­ta­men­to do usuário pelo con­t­role de dados na inter­net

Enem 2019: Democ­ra­ti­za­ção do aces­so ao cin­e­ma no Brasil

Enem 2020: O Estig­ma Asso­ci­a­do às Doenças Men­tais na Sociedade Brasileira (Enem impres­so), O desafio de reduzir as desigual­dades entre as regiões do Brasil (Enem dig­i­tal) e A fal­ta de empa­tia nas relações soci­ais no Brasil (Enem PPL e reapli­cação)

Enem 2021

O Enem será apli­ca­do nos dias 21 e 28 de novem­bro para mais de 3 mil­hões de estu­dantes em todo o país. No primeiro dia de pro­va, os par­tic­i­pantes farão as provas de lin­gua­gens, ciên­cias humanas e redação. No segun­do, matemáti­ca e ciên­cias da natureza. Os locais de pro­va estão disponíveis no Cartão de Con­fir­mação de Inscrição na Pági­na do Par­tic­i­pante.

Agenda_Enem_2021_primeiro_dia

Repro­dução: Arte/Agência Brasil

Edição: Graça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Novo Ensino Médio mudará rotina da comunidade escolar

Repro­dução: © Sam Balye/Unsplash Especialistas avaliam texto atualizado pelo Senado Publicado em 26/06/2024 — 06:00 …