...
domingo ,14 abril 2024
Home / Direitos Humanos / Projeto F20 levará questões sociais das favelas ao G20

Projeto F20 levará questões sociais das favelas ao G20

Repro­du­ção: © Tânia Rêgo/Agência Bra­sil

A previsão é que as discussões do projeto comecem a partir de maio


Publicado em 09/03/2024 — 16:43 Por Cristina Indio do Brasil — Repórter da Agência Brasil — Rio de Janeiro

ouvir:

O Voz das Comu­ni­da­des, ins­ti­tui­ção não gover­na­men­tal com viés jor­na­lís­ti­co de res­pon­sa­bi­li­da­de soci­al e pro­mo­ção de even­tos cul­tu­rais rea­li­za­da por mora­do­res de fave­las, está desen­vol­ven­do um pro­je­to para a cri­a­ção do F20, que será com­pos­to por 20 fave­las do Rio.

A inten­ção é levar as ques­tões que envol­vem as comu­ni­da­des da cida­de para dis­cus­são no G20, fórum inter­na­ci­o­nal que reú­ne 19 paí­ses mais ricos do mun­do, mais a União Euro­peia e a União Afri­ca­na. Para Rene Sil­va, ide­a­li­za­dor do pro­je­to e fun­da­dor do Voz, este é um exem­plo pode­ro­so de mobi­li­za­ção comu­ni­tá­ria e enga­ja­men­to cívi­co.

“Essas fave­las, na mai­o­ria das vezes mar­gi­na­li­za­das e excluí­das dos pro­ces­sos de toma­da de deci­são, vão se unir para ampli­fi­car suas vozes e deman­dar aten­ção para ques­tões que afe­tam dire­ta­men­te suas vidas”, dis­se Rene.

De acor­do com ele, ao tra­tar de temas do G20, como desen­vol­vi­men­to econô­mi­co, mudan­ças cli­má­ti­cas e desi­gual­da­de, as fave­las rei­vin­di­cam seu espa­ço na agen­da glo­bal e bus­ca solu­ções que refli­tam suas rea­li­da­des locais e neces­si­da­des. “Esse tipo de ini­ci­a­ti­va demons­tra a impor­tân­cia de incluir pers­pec­ti­vas diver­sas e repre­sen­ta­ti­vas nos deba­tes glo­bais, visan­do cons­truir um futu­ro mais jus­to e inclu­si­vo para todos”, apon­tou à Agên­cia Bra­sil.

Rio de Janeiro (RJ) - Comunicador Rene Silva fundou o Voz das Comunidades no Complexo do Alemão.Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades/Divulgação
Repro­du­ção: Rio de Janei­ro (RJ) — Rene Sil­va fun­dou o Voz das Comu­ni­da­des no Com­ple­xo do Ale­mão. Foto: Rena­to Moura/Voz das Comunidades/Divulgação

A pre­vi­são é que as dis­cus­sões do pro­je­to come­cem a par­tir de maio, em agen­das para­le­las ao do G20, que rea­li­zou duas reu­niões pre­pa­ra­tó­ri­as no Bra­sil. A pri­mei­ra nos dias 21 e 22 de feve­rei­ro, no Rio de Janei­ro com chan­ce­le­res dos paí­ses do gru­po e a segun­da nos dias 28 e 29 de feve­rei­ro em São Pau­lo com minis­tros de finan­ças e dos Ban­cos Cen­trais do gru­po.

“A gen­te está em um momen­to de cons­tru­ção do pro­je­to. Até o final do mês de mar­ço a gen­te já deve ter o pro­je­to mais ama­du­re­ci­do, bas­tan­te con­cluí­do e com as pri­mei­ras agen­das a serem divul­ga­das”, infor­mou.

O Voz das Comu­ni­da­des foi cri­a­do, em 2005, pelo então estu­dan­te Rene Sil­va, do jor­nal com o mes­mo nome, para mora­do­res divul­ga­rem notí­ci­as da comu­ni­da­de do Mor­ro do Adeus, uma das 13 que for­mam o Con­jun­to de Fave­las do Ale­mão, na zona nor­te do Rio. Ago­ra, Rene quer que as ques­tões soci­ais sejam mais visi­bi­li­za­das.

“A ideia é que este pro­je­to jogue luz sobre outras ques­tões soci­ais que não são leva­das até a gran­de mídia e ao poder públi­co. Geral­men­te, as pes­so­as quan­do falam de fave­la, lem­bram de ope­ra­ções poli­ci­ais, de ações da polí­cia e do trá­fi­co de dro­gas e a fave­la é mui­to além dis­so. A gen­te tem mui­tas ini­ci­a­ti­vas dis­cu­tin­do o meio ambi­en­te, dis­cu­tin­do sus­ten­ta­bi­li­da­de, eco­no­mia local, enfim, diver­sos des­ses temas e a ideia do pro­je­to F20 é jogar luz sobre as diver­sas pau­tas que exis­tem den­tro da fave­la e que nin­guém está falan­do sobre”, des­ta­cou.

Segun­do Rene, a mis­são do pro­je­to é ampli­fi­car as vozes das fave­las. “A gen­te quer ampli­fi­car, quer que essas vozes sejam ouvi­das e, para que sejam ouvi­das, é nos­so obje­ti­vo levar essas pau­tas tam­bém para as auto­ri­da­des como gover­na­dor, pre­fei­to, pre­si­den­te e até mes­mo che­gan­do na ONU [Orga­ni­za­ção das Nações Uni­das]”, dis­se.

Des­de 1º de dezem­bro de 2023 que o Bra­sil está na pre­si­dên­cia rota­ti­va do G20 e vai con­ti­nu­ar até 30 de novem­bro de 2024. Nes­se perío­do, devem ocor­rer cer­ca de 130 reu­niões, que serão rea­li­za­das entre 15 cida­des do país. A prin­ci­pal será a Cúpu­la de Che­fes de Esta­do e de Gover­no do G20, pre­vis­ta para os dias 18 e 19 de novem­bro des­te ano, no Rio de Janei­ro.

Edi­ção: Aécio Ama­do

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

São Paulo (SP) 28/03/2024 - Entrevista com Bruno Paes Manso, pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP.Foto: Paulo Pinto/Agência Brasil

Apesar de indícios de racha, estrutura do PCC já está consolidada

Repro­du­ção: © Pau­lo Pinto/Agência Bra­sil Avaliação é do pesquisador Bruno Paes Manso Publicado em 30/03/2024 …