...
sábado ,22 junho 2024
Home / Eleições 2022 / Próximo presidente terá de reunificar Brasil, diz Pacheco

Próximo presidente terá de reunificar Brasil, diz Pacheco

Repro­du­ção: © Mar­ce­lo Camargo/Agência Bra­sil

Parlamentar disse que Senado contribuirá para transição


Publi­ca­do em 30/10/2022 — 22:53 Por Well­ton Máxi­mo – Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

Ouça a maté­ria:

O pre­si­den­te elei­to Luiz Iná­cio Lula da Sil­va (PT) terá de tra­ba­lhar para reu­ni­fi­car o Bra­sil, dis­se na noi­te des­te domin­go (30) o pre­si­den­te do Sena­do, Rodri­go Pache­co (PSD-MG). Em entre­vis­ta cole­ti­va nes­ta noi­te, ele dis­se que a Casa está dis­pos­ta a con­tri­buir em apre­ci­ar os pro­je­tos do atu­al gover­no nos dois pró­xi­mos meses e a aju­dar na tran­si­ção para o pró­xi­mo gover­no.

“[Hou­ve] uma cla­ra divi­são da soci­e­da­de bra­si­lei­ra, por vota­ções qua­se simé­tri­cas, mui­to pró­xi­mas umas das outras, para um can­di­da­to e para outro can­di­da­to. O papel dos novos man­da­tá­ri­os é segu­ra­men­te o de reu­ni­fi­ca­rem o Bra­sil, bus­ca­rem encon­trar, atra­vés da União, as solu­ções recla­ma­das pela soci­e­da­de bra­si­lei­ra”, dis­se o pre­si­den­te do Sena­do.

Segun­do Pache­co, as ins­ti­tui­ções devem pro­cu­rar acal­mar os âni­mos e con­ter o ódio e o futu­ro pre­si­den­te da Repú­bli­ca deve gover­nar para toda a soci­e­da­de. “Dan­do um bas­ta ao ódio, à into­le­rân­cia, ao res­pei­to às diver­gên­ci­as, temos um país plu­ral e diver­so. O exem­plo das ins­ti­tui­ções é fun­da­men­tal que sejam dados para que a soci­e­da­de bra­si­lei­ra pos­sa se reu­nir nova­men­te e que o pre­si­den­te elei­to, Luiz Iná­cio Lula da Sil­va, pos­sa gover­nar para todos”, con­ti­nu­ou.

Resultados inquestionáveis

Pache­co elo­gi­ou o pro­ces­so de apu­ra­ção e dis­se que as elei­ções mos­tra­ram a con­fi­a­bi­li­da­de das urnas ele­trô­ni­cas, cujo resul­ta­do será reco­nhe­ci­do “de for­ma ple­na, abso­lu­ta e insus­ce­tí­vel de ques­ti­o­na­men­tos”.

“No final, o que iden­ti­fi­ca­mos foi a segu­ran­ça, a lisu­ra, a con­fi­a­bi­li­da­de das urnas ele­trô­ni­cas, que deram, como sem­pre dizía­mos duran­te meses e anos, resul­ta­dos fide­dig­nos da von­ta­de popu­lar de cada voto depo­si­ta­do nelas. Isso aca­bou sen­do uma ques­tão supe­ra­da, em fun­ção des­se tra­ba­lho dura­dou­ro e cons­tan­te das ins­ti­tui­ções na afir­ma­ção da con­fi­a­bi­li­da­de da Jus­ti­ça Elei­to­ral”, decla­rou Pache­co.

Reconhecimento

Sobre o reco­nhe­ci­men­to da der­ro­ta pelo pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro, Pache­co dis­se que o pre­si­den­te do Tri­bu­nal Supe­ri­or Elei­to­ral (TSE), Ale­xan­dre de Mora­es, tele­fo­nou para os dois can­di­da­tos. Ele dis­se não duvi­dar de que o atu­al man­da­tá­rio reco­nhe­ce­rá a vitó­ria do opo­nen­te.

“O minis­tro Ale­xan­dre de Mora­es tele­fo­nou para Bol­so­na­ro e Lula. Essas são as infor­ma­ções que eu tenho. Natu­ral­men­te, as elei­ções são inques­ti­o­ná­veis e o pre­si­den­te [Jair] Bol­so­na­ro assim reco­nhe­ce­rá”, infor­mou.

Transição

Em rela­ção a tran­si­ção, o pre­si­den­te do Sena­do pro­me­teu que os par­la­men­ta­res tra­ba­lha­rão para dis­cu­tir e votar as pro­pos­tas que fal­tam nos dois meses finais de gover­no e pro­me­teu que a Casa tra­ba­lha­rá para que a trans­fe­rên­cia de infor­ma­ções para o pró­xi­mo gover­no seja a mais efi­ci­en­te pos­sí­vel.

“Quan­to à tran­si­ção, não tenho dúvi­da de que o atu­al gover­no, nos dois meses pró­xi­mos, pode­rá pro­por­ci­o­nar a con­ti­nui­da­de daqui­lo que se pro­pu­nha a fazer por­que há inclu­si­ve pro­je­tos e medi­das pro­vi­só­ri­as que encon­tra­rão boa von­ta­de nos­sa para ter pros­se­gui­men­to e apre­ci­a­ção no Con­gres­so Naci­o­nal. E que a tran­si­ção seja a mais efi­ci­en­te pos­sí­vel para os pro­pó­si­tos que ela tem, que é fazer com que o novo gover­no tenha cla­re­za de dados e de infor­ma­ções para colo­car em prá­ti­ca o pla­no de gover­no acei­to pela mai­o­ria da popu­la­ção”, acres­cen­tou Pache­co.

Edi­ção: Fábio Mas­sal­li

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Qualidade do ar no país será adequada aos padrões da OMS

Repro­du­ção: © Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Bra­sil Segundo a agência, 99% da população mundial respira ar tóxico Publicado …