...
segunda-feira ,22 julho 2024
Home / Ciência, Tecnologia, inteligência artificial / Rede 5G completa 2 anos presente em quase 600 municípios

Rede 5G completa 2 anos presente em quase 600 municípios

Repro­dução: © Mar­cel­lo Casal Jr / Agên­cia Brasil

Prestadoras anteciparam mais de 70% das metas para 2025


Publicado em 06/07/2024 — 16:40 Por Wellton Máximo — Repórter da Agência Brasil — Brasília

ouvir:

Em ráp­i­da expan­são, a rede 5G com­ple­ta 2 anos de oper­ação no Brasil neste sába­do (6) com disponi­bil­i­dade supe­ri­or às metas fix­adas pela Agên­cia Nacional de Tele­co­mu­ni­cações (Ana­tel). A tec­nolo­gia atende a 27,9 mil­hões de usuários em 589 municí­pios.

Segun­do a Conex­is Brasil Dig­i­tal, enti­dade que reúne as empre­sas de tele­co­mu­ni­cações e conec­tivi­dade, as presta­do­ras não ape­nas cumpri­ram a meta de 2024, como ante­ci­param mais de 70% das metas para 2025. Atual­mente, todas as cidades com mais de 500 mil habi­tantes têm pelo menos uma oper­ado­ra que ofer­ece o 5G.

Des­de 2021, quan­do começaram os inves­ti­men­tos na tec­nolo­gia, as oper­ado­ras inve­sti­ram R$ 116 bil­hões. Por oper­ar em fre­quên­cias altas, o 5G requer ante­nas de pequeno porte, o que leva à neces­si­dade de cin­co a dez vezes mais ante­nas que o 4G.

Na mes­ma data no ano pas­sa­do, o 5G era ofer­e­ci­do a pouco mais de 10 mil­hões de usuários em 150 cidades. Segun­do a Conex­is, de lá para cá, mais de 1 mil­hão de lin­has por mês foram habil­i­tadas para a tec­nolo­gia.

O edi­tal Ana­tel para o leilão 5G obri­ga a insta­lação da tec­nolo­gia em todas as cidades aci­ma de 500 mil habi­tantes até jul­ho de 2025 e em todas as local­i­dades com mais de 200 mil habi­tantes até jul­ho de 2026. Até jul­ho de 2030, a tec­nolo­gia dev­erá estar disponív­el em todas as cidades brasileiras e em 75% das local­i­dades rurais em todo o país.

Desafios

Segun­do a Conex­is Dig­i­tal Brasil, um dos motivos para a ráp­i­da expan­são da rede 5G foi o fato de o leilão priv­i­le­giar os inves­ti­men­tos na insta­lação e expan­são da tec­nolo­gia, em vez de con­cen­trar-se ape­nas em quem pagaria o maior val­or. Ape­sar da ráp­i­da expan­são, a enti­dade cita desafios, como leg­is­lações munic­i­pais desat­u­al­izadas que atrasam ou impe­dem a insta­lação de mais ante­nas.

Con­forme lev­an­ta­men­to do pro­je­to Conecte 5G, cri­a­do pelas presta­do­ras asso­ci­adas ao Conex­is, ape­nas 501 municí­pios brasileiros têm leis de ante­nas alin­hadas à Lei Ger­al de Ante­nas. Isso rep­re­sen­ta menos de 10% dos municí­pios brasileiros em con­formi­dade com a leg­is­lação fed­er­al. As oper­ado­ras pedem regras mais claras e licen­ci­a­men­tos mais ágeis para man­ter a veloci­dade de expan­são do sinal.

A tec­nolo­gia 5G tem uma van­tagem em relação às redes ante­ri­ores, ao exi­gir a uti­liza­ção de ante­nas peque­nas, que dis­pen­sam tor­res e podem ser insta­l­adas na facha­da de pré­dios e até em postes e semá­foros, sem inter­ferir na pais­agem urbana. No entan­to, por ter fre­quên­cia mais alta e com­pri­men­to de onda menor, a rede exige a insta­lação de mais ante­nas que os out­ros tipos de sinais.

Edição: Fer­nan­do Fra­ga

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

ABL lança, no Rio, avatar de Machado de Assis

Repro­dução: © euvatarstoryliving/Instagram Versão é construída com base em tecnologia de inteligência artificial Publicado em …