...
sexta-feira ,1 março 2024
Home / Noticias / Região Norte registra maior tremor de terra da história do Brasil

Região Norte registra maior tremor de terra da história do Brasil

Repro­du­ção: © Foto/ Print do ser­vi­ço geo­ló­gi­co dos EUA

Com 6,6 graus, abalo foi sentido no Acre e Amazonas


Publi­ca­do em 21/01/2024 — 11:11 Por Well­ton Máxi­mo – Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

ouvir:

A Região Nor­te, regis­trou, nes­te sába­do (20), o mai­or tre­mor de ter­ra da his­tó­ria do Bra­sil. Com 6,6 graus na Esca­la Rich­ter, segun­do o Ser­vi­ço Geo­ló­gi­co dos Esta­dos Uni­dos, o ter­re­mo­to ocor­reu às 18h31 no horá­rio de Bra­sí­lia, 16h31 no horá­rio local.

Embo­ra o Ser­vi­ço Geo­ló­gi­co dos Esta­dos Uni­dos infor­me que o ter­re­mo­to tenha ocor­ri­do pró­xi­mo a Tarau­a­cá, no Acre, as coor­de­na­das exa­tas do tre­mor apon­tam para uma área iso­la­da em Ipi­xu­na, no Ama­zo­nas.

O Cen­tro de Redes de Ter­re­mo­tos da Chi­na tam­bém regis­trou o tre­mor. A inten­si­da­de tam­bém foi medi­da em 6,6 graus na Esca­la Rich­ter, mas o órgão apon­tou pro­fun­di­da­de mai­or, de 630 quilô­me­tros.

Até ago­ra, não há regis­tro de danos. Isso por­que o aba­lo ocor­reu a 614,5 quilô­me­tros de pro­fun­di­da­de, o que per­mi­te a dis­si­pa­ção da ener­gia. Segun­do os geó­lo­gos, um tre­mor nes­sa pro­fun­di­da­de difi­cil­men­te é sen­ti­do pela popu­la­ção.

Em 7 de junho de 2022, Tarau­a­cá, no noro­es­te do Acre, tinha regis­tra­do um aba­lo de 6,5 graus, o segun­do mai­or tre­mor da his­tó­ria do país. Na oca­sião, o ter­re­mo­to não dei­xou víti­mas, nem danos mate­ri­ais.

Os tre­mo­res ocor­rem por­que a região está pró­xi­ma da Cor­di­lhei­ra dos Andes, uma das zonas com mai­or ati­vi­da­de sís­mi­ca do pla­ne­ta. Nos últi­mos 45 anos, hou­ve cer­ca de 96 aba­los sís­mi­cos em um raio de 250 quilô­me­tros de Tarau­a­cá, segun­do o Ser­vi­ço Geo­ló­gi­co dos Esta­dos Uni­dos, nenhum com con­sequên­ci­as gra­ves.

Até ago­ra, nem os gover­nos do Acre e do Ama­zo­nas, nem as pre­fei­tu­ras de Tarau­a­cá e Ipi­xu­na se mani­fes­ta­ram. Antes das ocor­rên­ci­as no muni­cí­pio acri­a­no, o mai­or aba­lo sís­mi­co da his­tó­ria do Bra­sil tinha sido regis­tra­do na região da Ser­ra do Tom­ba­dor, em Mato Gros­so, em 31 de janei­ro de 1955, com 6,2 graus na Esca­la Rich­ter.

*Tex­to atu­a­li­za­do para acrés­ci­mo de infor­ma­ções sobre a loca­li­za­ção do tre­mor

Edi­ção: Nádia Fran­co

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Bolsonaro volta a pedir afastamento de Moraes de inquérito sobre golpe

Repro­du­ção: © Mar­ce­lo Camargo/Agência Bra­sil Recurso deverá ser apreciado pelo presidente do STF Publi­ca­do em …