...
terça-feira ,18 junho 2024
Home / Sem categoria / Réveillon do Rio gera recorde com 969 toneladas de lixo

Réveillon do Rio gera recorde com 969 toneladas de lixo

Repro­du­ção: © Comlurb/Divulgação

Maiores acúmulos foram anotados em Copacabana e na Barra


Publi­ca­do em 01/01/2024 — 11:42 Por Ala­na Gan­dra — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Rio de Janei­ro

ouvir:

A ope­ra­ção de lim­pe­za do réveil­lon 2023, rea­li­za­da pela Com­pa­nhia Muni­ci­pal de Lim­pe­za Urba­na (Com­lurb), reti­rou – des­de a madru­ga­da des­ta segun­da-fei­ra (1º) — 969 tone­la­das de resí­du­os em todos os pal­cos ofi­ci­ais mon­ta­dos em diver­sos bair­ros do Rio de Janei­ro.

Des­se total, 484 tone­la­das foram ano­ta­das em Copa­ca­ba­na, aumen­to de 40 tone­la­das em rela­ção ao Réveil­lon de 2022. O segun­do local com mais resí­du­os reco­lhi­dos foi a Bar­ra da Tiju­ca, na zona oes­te, com 140 tone­la­das, mos­tran­do peque­no acrés­ci­mo na com­pa­ra­ção com as 137 tone­la­das da vira­da do ano ante­ri­or.

“De fato, foi um réveil­lon mui­to pesa­do, mui­to for­te. Deu tudo cer­to e mes­mo assim a gen­te con­se­guiu ante­ci­par a nos­sa ope­ra­ção”, dis­se à Agên­cia Bra­sil o pre­si­den­te da Com­lurb, Flá­vio Lopes.

Ele rei­te­rou que a ope­ra­ção foi um suces­so. “No que­si­to segu­ran­ça foi mui­to bom. Qua­se nenhu­ma ocor­rên­cia. Isso faci­li­ta o nos­so tra­ba­lho. E mes­mo com o volu­me de resí­duo mui­to mai­or do que no ano pas­sa­do, com empre­go de novos equi­pa­men­tos que colo­ca­mos ao lon­go do ano e um efe­ti­vo recor­de tra­ba­lhan­do na cida­de, con­se­gui­mos ante­ci­par o fim da ope­ra­ção. Logo depois das 9h da manhã de hoje (1º), a gen­te esta­va lavan­do a Ave­ni­da Atlân­ti­ca, em Copa­ca­ba­na, e devol­ven­do para a popu­la­ção, por­que ela vira área de lazer”. Os garis con­cluí­ram tam­bém a tare­fa de penei­rar a areia da praia, em fren­te ao pal­co de Copa­ca­ba­na.

Megaoperação

A mega­o­pe­ra­ção de lim­pe­za con­tou com 4.778 garis, mai­or efe­ti­vo da his­tó­ria para a fes­ta, dos quais 40% atu­a­ram em Copa­ca­ba­na, onde foram mon­ta­dos dois pal­cos para shows. “A gen­te con­tou com pou­co mais de dois mil garis tra­ba­lhan­do em Copa­ca­ba­na entre a noi­te de ontem (31) e hoje de manhã. É uma ope­ra­ção de guer­ra. Lite­ral­men­te”, asse­gu­rou Lopes.

O efe­ti­vo da Com­lurb teve apoio de 215 veí­cu­los, sen­do 71 com­pac­ta­do­res, 81 bas­cu­lan­tes, qua­tro cami­nhões-baú com sani­tá­rio e 30 micro-ôni­bus para trans­por­te dos garis, oito var­re­dei­ras de gran­de por­te e 21 pipas d ́água para lava­gem das pis­tas com água de reú­so, e mais 87 equi­pa­men­tos, incluin­do 26 pás mecâ­ni­cas, 12 mini pás, 12 var­re­dei­ras de médio por­te, 14 mini var­re­dei­ras e 23 tra­to­res de praia com imple­men­tos tra­sei­ros para penei­rar a areia.

limpeza da Comlurb no Réveillon 2023 no Rio de Janeiro. Foto: Comlurb/Divulgação
Repro­du­ção: Lim­pe­za das prai­as do Rio foi ini­ci­a­da tão logo aca­bou a fes­ta que mar­cou o réveil­lon    Foto — Comlurb/Divulgação

A Com­lurb atu­ou em todos os pon­tos com quei­ma de fogos e shows, envol­ven­do Copa­ca­ba­na (dois pal­cos), Fla­men­go, Pra­ça Mauá, Praia de Sepe­ti­ba, Pedra de Gua­ra­ti­ba, Igre­ja da Penha, Par­que Madu­rei­ra, Ban­gu, Praia da Bica (Ilha do Gover­na­dor), Paque­tá e Pis­ci­não de Ramos, além de outros tre­chos da orla em Ipa­ne­ma, Leblon, São Con­ra­do, Arpo­a­dor, Bar­ra da Tiju­ca e Recreio dos Ban­dei­ran­tes.

Descarte

Foram dis­po­ni­bi­li­za­dos dois mil con­têi­ne­res de 240 litros e mil cai­xas metá­li­cas de 1.200 litros, em todos os pon­tos de fes­ta, sen­do meta­de em Copa­ca­ba­na para garan­tir que os fre­quen­ta­do­res pudes­sem fazer o des­car­te de seus resí­du­os de for­ma cor­re­ta. Hoje à tar­de e à noi­te — após o fim da ope­ra­ção espe­ci­al de Réveil­lon — será rea­li­za­da mais uma ope­ra­ção pon­tu­al nas arei­as de Copa­ca­ba­na, após a saí­da dos banhis­tas.

A par­tir de ago­ra, a Com­lurb se dedi­ca ao pla­ne­ja­men­to para o car­na­val 2024 e, tam­bém, para a reu­nião do G20, pre­vis­ta para o Rio. “No car­na­val, a cida­de fica mui­to cheia. Este ano, a fes­ta é no iní­cio de feve­rei­ro e, logo na sequên­cia, tem o encon­tro do G20 no Rio, que tam­bém vai deman­dar mui­to da gen­te. Por isso, esta­mos ter­mi­nan­do o Réveil­lon e con­cluin­do tam­bém o pla­ne­ja­men­to para esses dois gran­des even­tos que a cida­de vai rece­ber”, fina­li­zou o pre­si­den­te da Com­lurb.

Edi­ção: Kle­ber Sam­paio

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

PF mira núcleo político beneficiado por uso ilegal da Abin

Repro­du­ção: © Polí­cia Fede­ral Oito mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos Publi­ca­do em …