...
sexta-feira ,19 abril 2024
Home / Saúde / Rio de Janeiro confirma quinta morte por dengue

Rio de Janeiro confirma quinta morte por dengue

Repro­du­ção: © Edu Kapps/SMS

Caso foi registrado em Guaratiba, na zona oeste da cidade


Publicado em 21/03/2024 — 10:28 Por Vitor Abdala — Repórter da Agência Brasil — Rio de Janeiro

ouvir:

O muni­cí­pio do Rio de Janei­ro con­fir­mou, nes­ta quin­ta-fei­ra (21), sua quin­ta mor­te por den­gue nes­te ano. O caso foi regis­tra­do em Gua­ra­ti­ba, na zona oes­te da cida­de, e a víti­ma é um homem de 55 anos, afe­ta­do pelo tipo gra­ve da doen­ça, tam­bém conhe­ci­do como den­gue hemor­rá­gi­ca.

Des­de o iní­cio do ano, já foram regis­tra­dos 73 mil casos pro­vá­veis da doen­ça no muni­cí­pio. No entan­to, segun­do o secre­tá­rio muni­ci­pal de Saú­de, Dani­el Soranz, o núme­ro de casos “vêm cain­do, com mui­ta velo­ci­da­de, nos últi­mos dias”.

“Na últi­ma sema­na, vemos o núme­ro de casos des­pen­can­do. A gen­te come­ça a ter a cer­te­za de que hou­ve uma ante­ci­pa­ção da onda. Os meses de janei­ro e feve­rei­ro foram mui­to quen­tes, com mui­ta chu­va. Nor­mal­men­te, o núme­ro mai­or de casos acon­te­ce no mês de abril e maio, dife­ren­te do que acon­te­ceu esse ano”, dis­se Soranz.

Nas últi­mas três sema­nas, hou­ve uma redu­ção no núme­ro de casos. Da 10ª sema­na epi­de­mi­o­ló­gi­ca (3 a 9 de mar­ço) para a 11ª sema­na (10 a 16 de mar­ço), hou­ve que­da de 37,5%.

O secre­tá­rio acre­di­ta que será pos­sí­vel come­çar a des­mo­bi­li­za­ção dos polos de aten­di­men­to a paci­en­tes com den­gue nos pró­xi­mos dias. “Mui­to pro­va­vel­men­te em uma ou duas sema­nas, a gen­te ini­cia o fecha­men­to dos polos de den­gue e sai da situ­a­ção de emer­gên­cia”, afir­mou. “E a gen­te pos­sa cui­dar da nova doen­ça que está domi­nan­do o pano­ra­ma epi­de­mi­o­ló­gi­co que é a influ­en­za.”

A melhor forma de combater a dengue é impedir a reprodução do mosquito. Foto: Arte/EBC

Vacina

A cida­de do Rio come­ça nes­ta quin­ta a vaci­nar os gru­pos pri­o­ri­tá­ri­os con­tra a influ­en­za: pes­so­as com mais de 60 anos, cri­an­ças de seis meses a 6 anos de ida­de, aque­les que têm comor­bi­da­des, pes­so­as com defi­ci­ên­cia, indí­ge­nas e qui­lom­bo­las, além de pro­fis­si­o­nais de edu­ca­ção, de saú­de e de for­ças de segu­ran­ça.

Em rela­ção à vaci­na­ção con­tra a den­gue, o secre­tá­rio dis­se que foram imu­ni­za­das 96 mil cri­an­ças e ado­les­cen­tes de 10 a 14 anos, ou seja, 27% do públi­co-alvo (354 mil). No momen­to, segun­do ele, só há 30 mil doses do imu­ni­zan­te em esto­que, o que impe­de uma ace­le­ra­ção na cam­pa­nha de vaci­na­ção.

Edi­ção: Maria Clau­dia

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Entenda o que é o transtorno do espectro autista

Repro­du­ção: © Michal Parzuchowski/Pixabay Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo é celebrado neste dia …