...
sábado ,15 junho 2024
Home / Noticias / Rio Grande do Sul tem alerta de perigo para chuvas e ciclone

Rio Grande do Sul tem alerta de perigo para chuvas e ciclone

Repro­du­ção: © Rafa Neddermeyer/Agência Bra­sil

Aviso é emitido por meteorologistas


Publicado em 27/05/2024 — 09:08 Por Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil — Brasília

O Ins­ti­tu­to Naci­o­nal de Mete­o­ro­lo­gia (Inmet) emi­tiu, na madru­ga­da des­ta segun­da-fei­ra (27), em Bra­sí­lia, um aler­ta de peri­go para chu­vas na Região Sul do país, incluin­do o Rio Gran­de do Sul, já for­te­men­te afe­ta­do por enchen­tes. O aler­ta vale da 0h01 até as 21h e cita chu­vas entre 30 e 60 milí­me­tros por hora ou entre 50 e 100 milí­me­tros por dia, além de ven­tos inten­sos que devem vari­ar de 60 a 100 quilô­me­tros por hora.

De acor­do com o Inmet, há ris­co de cor­te de ener­gia elé­tri­ca, que­da de galhos de árvo­res, ala­ga­men­tos e de des­car­gas elé­tri­cas. As áre­as afe­ta­das inclu­em o sudo­es­te rio-gran­den­se, área metro­po­li­ta­na de Curi­ti­ba, Vale do Ita­jaí, gran­de Flo­ri­a­nó­po­lis, região metro­po­li­ta­na de Por­to Ale­gre, sudes­te rio-gran­den­se, nor­des­te rio-gran­den­se, cen­tro ori­en­tal para­na­en­se, nor­te cata­ri­nen­se, sul cata­ri­nen­se, nor­te pio­nei­ro para­na­en­se e região ser­ra­na.

Ciclone

Nas redes soci­ais, o gover­na­dor do Rio Gran­de do Sul, Edu­ar­do Lei­te, aler­tou para um ciclo­ne que tam­bém deve reper­cu­tir na região. “Esta segun­da-fei­ra deve ser uma segun­da-fei­ra difí­cil para alguns muni­cí­pi­os aqui no esta­do. Tem um ciclo­ne se for­man­do no mar e que vai tra­zer ven­tos for­tes e chu­va para os muni­cí­pi­os da região les­te do esta­do”, dis­se, em vídeo pos­ta­do no Ins­ta­gram.

“Essa região deve ter um volu­me de chu­vas que, segun­do a sala de situ­a­ção, não vai ser res­pon­sá­vel por for­te ele­va­ção do nível dos rios ou do Guaí­ba, por exem­plo. Mas são muni­cí­pi­os que já estão com os seus sis­te­mas de dre­na­gem mui­to impac­ta­dos, como é o caso aqui da capi­tal, Por­to Ale­gre, e de muni­cí­pi­os da região. Podem ter trans­tor­nos sig­ni­fi­ca­ti­vos por con­ta da chu­va que vamos ter nes­ta sex­ta-fei­ra e tam­bém em uma par­te da ter­ça-fei­ra”, argu­men­tou.

Transtornos

Segun­do o gover­na­dor, muni­cí­pi­os gaú­chos incluin­do Pelo­tas, São José do Nor­te, São Lou­ren­ço e Rio Gran­de, que já têm tre­chos toma­dos por água da Lagoa dos Patos, tam­bém podem regis­trar “trans­tor­no um pou­co mai­or nes­ta segun­da-fei­ra”.

“Por isso, a gen­te pede a todos que, poden­do evi­tar se des­lo­car, evi­tem des­lo­ca­men­tos na cida­de por con­ta dos trans­tor­nos que pode­rão acon­te­cer”, obser­vou.

“A gen­te está com equi­pes nas ruas, segu­ran­ça públi­ca, bom­bei­ros, defe­sa civil e bri­ga­da mili­tar bus­can­do dar con­tri­bui­ções aos muni­cí­pi­os para man­ter as coi­sas sob con­tro­le, aten­der às pes­so­as que mais neces­si­tam. Mas é impor­tan­te con­tar com o aler­ta de todos e evi­tar se expor a ris­cos des­ne­ces­sá­ri­os”, con­cluiu o gover­na­dor.

Edi­ção: Kle­ber Sam­paio

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Mocidade amplia fronteiras e leva samba carioca para Londres

Repro­du­ção: © Foto: Mar­co Ter­ra­no­va | Rio­tur Intercâmbio inclui também dicas de como buscar recursos …