...
quinta-feira ,25 julho 2024
Home / Saúde / Rio inicia campanha para aumentar doação de sangue

Rio inicia campanha para aumentar doação de sangue

Para marcar o Dia Mundial do Doador de Sangue, Ministério da Saúde lança campanha de doação de sangue, no Hemocentro de Brasília
Repro­dução: © Marce­lo Camargo/Agência Brasil

Doações podem ser feitas até o dia 30 deste mês


Pub­li­ca­do em 14/06/2021 — 08:04 Por Vitor Abdala — Repórter da Agên­cia Brasil — Rio de Janeiro

O Insti­tu­to Estad­ual de Hema­tolo­gia do Rio (Hemorio) lança hoje (14) uma cam­pan­ha para ampli­ar as doações de sangue no esta­do. A cam­pan­ha Cada Gota Impor­ta bus­ca revert­er a que­da nos esto­ques de deriva­dos de sangue ocor­ri­da dev­i­do à pan­demia de covid-19.

Segun­do o Hemorio, a pan­demia provo­cou uma que­da de 30% nos esto­ques do pro­du­to. Para aten­der a deman­da dos pacientes no esta­do do Rio, é necessário obter pelo menos 300 bol­sas de sangue por dia. A média atu­al é de 210.

Além do Hemorio, haverá pon­tos de cole­ta em out­ros cin­co locais: Bar­ra Shop­ping, Park Shop­ping, Via Brasil Shop­ping, Hos­pi­tal Munic­i­pal Lourenço Jorge e Hos­pi­tal da Cri­ança.

Quin­hen­tos bil­hetes unitários de Metrô serão dis­tribuí­dos para facil­i­tar o deslo­ca­men­to de quem quis­er doar. E, para evi­tar aglom­er­ações em trans­portes públi­cos, o aplica­ti­vo de trans­porte pri­va­do 99 dará R$ 30 nas via­gens de ida e mais R$ 30 nas via­gens de vol­ta até o Hemorio.

A cam­pan­ha se estende até o dia 30 de jun­ho. Para doar, é pre­ciso ter entre 16 e 60 anos (menores de idade devem ter autor­iza­ção), pesar pelo menos 50 kg e estar bem de saúde. Os idosos que já são doadores podem tam­bém par­tic­i­par, des­de que ten­ham, no máx­i­mo, 69 anos.

É necessário ain­da apre­sen­tar um doc­u­men­to de iden­ti­dade ofi­cial com foto. Não é pre­ciso estar em jejum, ape­nas evi­tar ali­men­tos gor­durosos nas qua­tro horas que ante­ce­dem a doação e não ingerir bebidas alcoóli­cas 12 horas antes.

Covid-19

Pes­soas que tiver­am covid-19 ficam inap­tas por 30 dias após a cura. O mes­mo acon­tece com quem chegar de via­gens inter­na­cionais (não podem doar por 30 dias). Can­didatos à doação que tiver­am a for­ma grave da covid-19 ficam inap­tos por um ano após a cura.

Quem tomou as vaci­nas da Pfiz­er e AstraZeneca fica inap­to por sete dias, enquan­to aque­les que rece­ber­am o imu­nizante da Coro­n­aVac ficam impe­di­dos de doar por 48h, mes­mo perío­do para aque­les que foram vaci­na­dos con­tra a gripe.

Edição: Kle­ber Sam­paio

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Inscrição para 1ª etapa do Revalida termina nesta sexta-feira

Repro­dução: © Marce­lo Camargo/Agência Brasil Provas estão previstas para dia 25 de agosto Publicado em …