...
sexta-feira ,19 abril 2024
Home / Cultura / Rio tem mostra inédita do cineasta espanhol Álex de la Iglesia

Rio tem mostra inédita do cineasta espanhol Álex de la Iglesia

Repro­du­ção:  @ Divul­ga­ção

Evento começa dia 24 e vai até 10 de setembro, com entrada franca


Publi­ca­do em 22/08/2023 — 08:32 Por Ala­na Gan­dra — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Rio de Janei­ro

ouvir:

O Cen­tro Cul­tu­ral Ban­co do Bra­sil (CCBB RJ) rece­be, a par­tir do pró­xi­mo dia 24, mos­tra iné­di­ta do dire­tor cine­ma­to­grá­fi­co espa­nhol Álex de la Igle­sia. O even­to tem entra­da fran­ca e se esten­de­rá até 10 de setem­bro, com apre­sen­ta­ções de quin­ta-fei­ra a domin­go, a par­tir das 16h. Os fil­mes serão exi­bi­dos na Sala de Cine­ma 1 do CCBB RJ, que tem 102 luga­res, sen­do qua­tro para cadei­ran­tes.

Os ingres­sos serão dis­po­ni­bi­li­za­dos às 9h do dia da ses­são na bilhe­te­ria físi­ca ou no ende­re­ço na inter­net bb.com.br/cultura. Para os deba­tes, os ingres­sos serão dis­tri­buí­dos tam­bém gra­tui­ta­men­te uma hora antes do even­to, mas somen­te na bilhe­te­ria físi­ca do CCBB. A pro­gra­ma­ção pode ser aces­sa­da na pági­na do even­to.

Em 2023, são come­mo­ra­dos 30 anos da estreia de Álex de la Igle­sia como dire­tor de lon­gas-metra­gens, com o fil­me Ação Mutan­te (Acción Mutan­te, 1993). Na mos­tra, serão apre­sen­ta­dos ao públi­co os fil­mes mais mar­can­tes da car­rei­ra. O dire­tor teve como pro­du­tor de sua pri­mei­ra pelí­cu­la o tam­bém cine­as­ta Pedro Almo­dó­var, famo­so em todo o mun­do. Con­si­de­ra­do um rea­li­za­dor geni­al, Igle­sia pas­seia pela comédia de humor áci­do, pelo cine­ma de ter­ror e pelo sus­pen­se hit­ch­coc­ki­a­no, sem qual­quer pac­to rea­lis­ta.

Os cura­do­res da mos­tra, Dani­el Cel­li e Rafa­el Car­va­lho, sele­ci­o­na­ram nove lon­gas que inte­gram a pro­gra­ma­ção. Para eles, Álex de la Igle­sia apre­sen­ta com cla­re­za seu esti­lo auto­ral, tan­to nas obras audi­o­vi­su­ais sob sua dire­ção quan­to em outras em que fez a cura­do­ria cri­a­ti­va. “Seus per­so­na­gens e his­tó­ri­as são com­ple­xos, reple­tos de deta­lhes que ele mos­tra ao públi­co por meio das cores, dos fluí­dos cor­po­rais, do gro­tes­co, do cari­ca­to, com um humor áci­do e inte­li­gen­te, que dei­xa o espec­ta­dor abso­lu­ta­men­te conec­ta­do à his­tó­ria, ao mes­mo tem­po com um sor­ri­so no ros­to e olhar ator­men­ta­do”, comen­ta­ram os cura­do­res.

Premiações

O cine­as­ta espa­nhol ficou conhe­ci­do mun­di­al­men­te pelo fil­me cult O dia bes­ta (El día de la Bes­tia, 1995), pre­mi­a­do com o Goya de melhor dire­tor. Ao lon­go da car­rei­ra, rece­beu tam­bém prê­mi­os Leão de Pra­ta (dire­tor) e Leão de Ouro (rotei­ro, divi­di­do com seu par­cei­ro cons­tan­te Jor­ge Ger­ri­ca­e­che­var­ría), no Fes­ti­val de Vene­za, por Bala­da do amor e do ódio (Bala­da tris­te de Trom­pe­ta, 2010). Igle­sia é casa­do com a atriz e pro­du­to­ra Caro­li­na Bang.

Tam­bém diri­ge fil­mes e minis­sé­ri­es para TV e stre­a­ming, como a série 30 Mone­das, na ter­cei­ra tem­po­ra­da, rea­li­za­da para a HBO Espa­nha. No momen­to, está fil­man­do 1992, minis­sé­rie para a Net­flix, com his­tó­ria ambi­en­ta­da na Expo92 de Sevi­lha.

Os fil­mes de Álex de la Igle­sia reme­tem o espec­ta­dor para outros cine­as­tas, como Quen­tin Taran­ti­no, Guil­ler­mo Del Toro, Robert Rodri­guez, trio aco­lhi­do pela indústria hollywo­o­di­a­na, mas pas­sa igual­men­te pelo cine­ma B nor­te-ame­ri­ca­no e ita­li­a­no, de nomes como Roger Cor­man, Mario Bava, Lucio Ful­ci, Dario Argen­to, além do bra­si­lei­ro José Moji­ca Marins, de quem Igle­sia é fã decla­ra­do e que rece­be­rá home­na­gem da mos­tra. Den­tro da pro­gra­ma­ção, será exi­bi­do de José Moji­ca o lon­ga-metra­gem A Pra­ga, encon­tra­do após sua mor­te. O fil­me foi remas­te­ri­za­do pelo pes­qui­sa­dor Eugê­nio Pup­po e terá ses­são espe­ci­al no dia 26 de agos­to, às 16h, segui­da de deba­te com o crí­ti­co e pes­qui­sa­dor Car­los Pri­ma­ti.

A mos­tra inclui ain­da na pro­gra­ma­ção um segun­do deba­te dedi­ca­do ao cine­ma de gêne­ro fan­tás­ti­co no Bra­sil, inti­tu­la­do Pro­du­zin­do cine­ma fan­tás­ti­co, com o pro­du­tor e rotei­ris­ta André Perei­ra, no dia 2 de setem­bro, às 16h. Depois do Rio de Janei­ro, a mos­tra segui­rá para o CCBB São Pau­lo, onde fica­rá de 13 setem­bro a 1º de outu­bro.

Edi­ção: Gra­ça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasil deve recuperar 25 milhões de hectares de vegetação nativa

Repro­du­ção: © Symbiosis/ Divul­ga­ção Meta deve ser cumprida até 2030 Publicado em 15/04/2024 — 10:39 …