...
sábado ,15 junho 2024
Home / Noticias / RS: programa conecta empresas e vítimas das cheias que buscam emprego

RS: programa conecta empresas e vítimas das cheias que buscam emprego

Repro­du­ção: © Fijo/Divulgação

EmpregarTCHÊ cadastra mais de 100 interessados em apenas 24 horas


Publicado em 02/06/2024 — 17:30 Por Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil — Rio de Janeiro

Par­ce­ria do pro­gra­ma PUCRS Car­rei­ras, que fun­ci­o­na na Pon­ti­fí­cia Uni­ver­si­da­de Cató­li­ca (PUC) do Rio Gran­de do Sul, com a Fun­da­ção Irmão José Otão cri­ou a ini­ci­a­ti­va Empre­garT­CHÊ, que bus­ca conec­tar pes­so­as afe­ta­das pelas recen­tes enchen­tes no esta­do e empre­sas que pos­sam ofe­re­cer vagas de está­gio ou tra­ba­lho efe­ti­vo. Além da empre­ga­bi­li­da­de, a ideia é con­tri­buir para a recu­pe­ra­ção da dig­ni­da­de e da espe­ran­ça em dias melho­res.

Em ape­nas 24h, mais de 100 can­di­da­tos fize­ram cadas­tro na Empre­garT­CHÊ. Na opi­nião da coor­de­na­do­ra do PUCRS Car­rei­ras, Katia Almei­da, a ação pode reno­var nas pes­so­as atin­gi­das pelas chei­as a espe­ran­ça de vol­tar a ter tra­ba­lho, ren­da e valo­ri­za­ção na soci­e­da­de.

O PUCRS Car­rei­ras fun­ci­o­na como um escri­tó­rio de talen­tos e car­rei­ras não só para estu­dan­tes da uni­ver­si­da­de. “É um por­tal aber­to para qual­quer pes­soa que este­ja bus­can­do opor­tu­ni­da­de no mer­ca­do de tra­ba­lho, seja está­gio, uma opor­tu­ni­da­de efe­ti­va ou vaga de trai­nee. Temos o nome PUCRS Car­rei­ras por­que o pro­gra­ma está loca­li­za­do den­tro da PUC e somos nós que pres­ta­mos esse ser­vi­ço para os alu­nos, mas a vin­cu­la­ção é com a Fun­da­ção José Otão. Por isso, tra­ba­lha­mos des­sa for­ma mais ampla. Geren­ci­a­mos todos os está­gi­os dos alu­nos da PUC e, assim, aca­ba­mos atu­an­do tam­bém como agen­tes de inte­gra­ção”, dis­se Katia Almei­da nes­te domin­go (2) à Agên­cia Bra­sil.

O por­tal con­ta atu­al­men­te com mais de 200 mil cur­rí­cu­los cadas­tra­dos. Como o pro­gra­ma pres­ta ser­vi­ços tam­bém para empre­sas, alu­nos de diver­sas ins­ti­tui­ções de ensi­no e pes­so­as da comu­ni­da­de aca­bam se cadas­tran­do para con­cor­rer às vagas de está­gio e de tra­ba­lho efe­ti­vo. Qual­quer pes­soa que se inte­res­sar pode con­cor­rer às vagas.

Integração

Katia lem­brou que as ins­ta­la­ções da PUC ser­vi­ram de abri­go para mais de 250 pes­so­as que con­ta­ram suas his­tó­ri­as e dis­se­ram que ago­ria o que tra­ria algu­ma espe­ran­ça seria con­se­guir um empre­go. “Mui­tas delas per­de­ram não só a casa, mas tam­bém o empre­go, por­que tudo foi ala­ga­do. Por isso, cri­a­mos, den­tro do por­tal, o pro­gra­ma Empre­garT­CHÊ, em que as pes­so­as cadas­tram seu inte­res­se e, ao mes­mo tem­po, as empre­sas podem entrar e par­ti­ci­par.” A coor­de­na­do­ra do PUCRS Car­rei­ras res­sal­tou que não havia mais tan­tas ini­ci­a­ti­vas vol­ta­das para a ques­tão da empre­ga­bi­li­da­de e, por essa razão, o Empre­garT­CHÊ foi cri­a­do o mais rápi­do pos­sí­vel para auxi­li­ar as pes­so­as. “Sabe­mos que mui­ta gen­te, para casa, nem vai con­se­guir retor­nar.”

De acor­do com Katia, empre­sas de San­ta Cata­ri­na, inclu­si­ve, já estão abrin­do vagas para pes­so­as que quei­ram se mudar do Rio Gran­de do Sul e ir viver naque­le esta­do.

O núme­ro de pes­so­as desa­lo­ja­das inte­res­sa­das já subiu para 150, e a ten­dên­cia é aumen­tar a pro­cu­ra, esti­mou Katia. Em visi­tas a abri­gos da PUC e do Ser­vi­ço Soci­al do Comér­cio (SESC), os recru­ta­do­res per­ce­be­ram que mui­tas pes­so­as tinham nível de esco­la­ri­da­de bai­xo, pou­ca expe­ri­ên­cia no mer­ca­do de tra­ba­lho e com a inter­net. Os recru­ta­do­res levam note­bo­oks para auxi­li­ar no pre­en­chi­men­to do cadas­tro usan­do, mui­tas vezes, ape­nas o núme­ro do CPF dos can­di­da­tos.

Na sema­na pas­sa­da, em uma des­sas oca­siões, a empre­sa Hard Rock Cafe ofe­re­ceu mais de 30 vagas, pro­mo­ven­do um pro­ces­so sele­ti­vo den­tro do pró­prio abri­go.

Cadastramento

O cadas­tra­men­to dos can­di­da­tos é gra­tui­to e deve ser fei­to no por­tal do PUCRS Car­rei­ras, pre­en­chen­do dados pes­so­ais e infor­ma­ções pro­fis­si­o­nais para que as empre­sas sai­bam em qual vaga se encai­xa com o per­fil da pes­soa. Em segui­da, o can­di­da­to deve­rá regis­trar seu inte­res­se na pági­na da Empre­garT­CHÊ. O cur­rí­cu­lo fará par­te de um ban­co de talen­tos, no qual as empre­sas conhe­ce­rão os can­di­da­tos para agen­dar entre­vis­tas.

Tam­bém as empre­sas pre­ci­sam pre­en­cher um for­mu­lá­rio encon­tra­do na mes­ma pági­na do Empre­garT­CHÊ mani­fes­tan­do inte­res­se em par­ti­ci­par da ini­ci­a­ti­va. Caso a empre­sa já tenha cadas­tro no por­tal do pro­gra­ma da PUCRS, as infor­ma­ções serão con­fir­ma­das. Se não tiver, o PUCRS Car­rei­ras cri­a­rá um per­fil para ela. Após a con­fir­ma­ção do cadas­tro, será repas­sa­do um aces­so para a empre­sa cadas­trar suas vagas e se conec­tar aos cur­rí­cu­los dos can­di­da­tos.

O PUCRS Car­rei­ras cri­ou tam­bém uma car­ti­lha com dicas e ori­en­ta­ções para que os recru­ta­do­res tenham cui­da­do no momen­to das entre­vis­tas, por­que as pes­so­as desa­lo­ja­das esta­rão mui­to sen­sí­veis, afir­mou Katia. Duran­te os três pri­mei­ros meses, o pro­gra­ma fará acom­pa­nha­men­to, em par­ce­ria com a empre­sa, como for­ma de supor­te para que as pes­so­as tenham um canal aber­to e pos­sam con­ver­sar sobre a expe­ri­ên­cia e o que podem fazer para per­ma­ne­cer nos empre­gos. “Será uma con­sul­to­ria nes­se sen­ti­do que a gen­te vai pro­mo­ver.”

Nos pró­xi­mos dias, a ini­ci­a­ti­va Empre­garT­CHÊ per­cor­re­rá mais dois abri­gos. “Esta­mos agen­dan­do com eles para ir ao lon­go des­ta pró­xi­ma sema­na”, infor­mou a coor­de­na­do­ra.

Edi­ção: Nádia Fran­co

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Mocidade amplia fronteiras e leva samba carioca para Londres

Repro­du­ção: © Foto: Mar­co Ter­ra­no­va | Rio­tur Intercâmbio inclui também dicas de como buscar recursos …