...
sexta-feira ,14 junho 2024
Home / Saúde / Sábado é Dia D de vacinação contra pólio para menores de 5 anos

Sábado é Dia D de vacinação contra pólio para menores de 5 anos

Repro­du­ção: © Tomaz Silva/Agência Bra­sil

Campanha vai até 14 de junho em todo o país


Publicado em 08/06/2024 — 07:27 Por Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil — Brasília

Cri­an­ças meno­res de 5 anos devem com­pa­re­cer aos pos­tos de saú­de de todo o país nes­te sába­do (8) para o Dia D de vaci­na­ção con­tra a poli­o­mi­e­li­te, popu­lar­men­te conhe­ci­da como para­li­sia infan­til. A cam­pa­nha, orga­ni­za­da pelo Minis­té­rio da Saú­de com o apoio de secre­ta­ri­as esta­du­ais e muni­ci­pais de saú­de, come­çou no últi­mo dia 27 e segue até o dia 14 de junho.

A pas­ta refor­ça que a vaci­na­ção é a úni­ca for­ma de pre­ven­ção da poli­o­mi­e­li­te e que todas as cri­an­ças meno­res de 5 anos devem ser imu­ni­za­das con­for­me esque­ma de vaci­na­ção de roti­na e tam­bém nas cam­pa­nhas naci­o­nais anu­ais, como a que está em anda­men­to.

Des­de 2016, o esque­ma vaci­nal con­tra a doen­ça pas­sou a ser com­pos­to por três doses da vaci­na inje­tá­vel (VIP) aos 2, 4 e 6 meses de vida, além de duas doses de refor­ço com a vaci­na oral biva­len­te (VOP), conhe­ci­da popu­lar­men­te como goti­nha. A mudan­ça segue ori­en­ta­ção da Orga­ni­za­ção Mun­di­al da Saú­de (OMS) para a erra­di­ca­ção mun­di­al da pólio.

Doença

O minis­té­rio clas­si­fi­ca a poli­o­mi­e­li­te como uma doen­ça con­ta­gi­o­sa agu­da cau­sa­da por vírus que pode infec­tar cri­an­ças e adul­tos por meio do con­ta­to dire­to com fezes ou secre­ções eli­mi­na­das pela boca de pes­so­as doen­tes. Em casos gra­ves, quan­do acon­te­cem as para­li­si­as mus­cu­la­res, os mem­bros infe­ri­o­res são os mais atin­gi­dos.

Fal­ta de sane­a­men­to, más con­di­ções habi­ta­ci­o­nais e higi­e­ne pes­so­al pre­cá­ria são fato­res que favo­re­cem a trans­mis­são do poli­o­ví­rus, cau­sa­dor da pólio. As seque­las estão rela­ci­o­na­das com a infec­ção da medu­la e do cére­bro pelo poli­o­ví­rus, nor­mal­men­te são de ordem moto­ra e não têm cura.

Atu­al­men­te, a doen­ça per­ma­ne­ce endê­mi­ca em dois paí­ses: Afe­ga­nis­tão e Paquis­tão, com regis­tro de pelo menos cin­co casos em 2021. O Bra­sil não tem cir­cu­la­ção do poli­o­ví­rus sel­va­gem des­de 1990. A cober­tu­ra vaci­nal con­tra a doen­ça, entre­tan­to, apre­sen­ta resul­ta­dos abai­xo da meta de 95% des­de 2016.

Edi­ção: Ali­ne Leal

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasil ultrapassa 5 milhões de casos prováveis de dengue

Repro­du­ção: © Fra­me EBC Minas Gerais lidera com o maior número de registros Publicado em …