...
domingo ,14 abril 2024
Home / Noticias / Segundo dia de operação no Rio deixa 4 mil alunos sem aulas

Segundo dia de operação no Rio deixa 4 mil alunos sem aulas

Repro­du­ção: twitter.com/PMERJ

Nove suspeitos foram mortos e dois PMs ficaram feridos


Publi­ca­do em 28/02/2024 — 11:27 Por Bru­no de Frei­tas Mou­ra — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Rio de Janei­ro

ouvir:

Pelo segun­do dia con­se­cu­ti­vo, mais de 4 mil alu­nos fica­ram sem aulas no Rio de Janei­ro por cau­sa de ope­ra­ção da Polí­cia Mili­tar (PM) con­tra o cri­me orga­ni­za­do. A ação des­ta quar­ta-fei­ra (28) ocor­re na comu­ni­da­de Vila Ali­an­ça e no Com­ple­xo Cama­rá, em Ban­gu, na zona oes­te da cida­de. Tra­fi­can­tes usa­ram ôni­bus e um cami­nhão de cole­ta de lixo para evi­tar o avan­ço dos poli­ci­ais.

Na Vila Ali­an­ça, equi­pes do 14º Bata­lhão de Polí­cia Mili­tar (BPM) foram ata­ca­das a tiros e hou­ve con­fron­to. Um fuzil e dro­gas foram apre­en­di­dos. Segun­do a PM, já são 107 fuzis apre­en­di­dos no esta­do somen­te este ano.

Nas redes soci­ais, a Polí­cia Mili­tar publi­cou fotos e víde­os de reti­ra­das de bar­ri­ca­das. Algu­mas tinham sido incen­di­a­das por tra­fi­can­tes.

Um moto­ris­ta e garis que fazi­am cole­ta de lixo na região foram ren­di­dos por cri­mi­no­sos. O cami­nhão foi atra­ves­sa­do em uma rua da comu­ni­da­de para impe­dir que poli­ci­ais entras­sem na Vila Ali­an­ça. A Com­pa­nhia Muni­ci­pal de Lim­pe­za Urba­na (Com­lurb) infor­mou que os fun­ci­o­ná­ri­os estão bem e em segu­ran­ça, e a cole­ta será reto­ma­da assim que a situ­a­ção for nor­ma­li­za­da.

Dois ôni­bus tam­bém foram usa­dos como bar­ri­ca­das, segun­do o Rio Ôni­bus, sin­di­ca­to das empre­sas do muni­cí­pio.

Nos últi­mos 12 meses, 140 ôni­bus foram inter­cep­ta­dos pelo cri­me orga­ni­za­do, sen­do uti­li­za­dos como bar­ri­ca­das, ain­da segun­do o Rio Ôni­bus.

Serviços

A Secre­ta­ria Muni­ci­pal de Edu­ca­ção infor­mou que sete esco­las foram impac­ta­das pelas ope­ra­ções poli­ci­ais na região da Vila Ali­an­ça, afe­tan­do 2.109 alu­nos. Na região de Sena­dor Cama­rá, foram oito uni­da­des, dei­xan­do 2.358 alu­nos sem aulas.

Na rede esta­du­al, dois colé­gi­os fica­ram sem aulas. A Secre­ta­ria de Esta­do de Edu­ca­ção não divul­gou o núme­ro de estu­dan­tes afe­ta­dos.

O Cen­tro Muni­ci­pal de Saú­de (CMS) Ale­xan­der Fle­ming e o CMS Waldyr Fran­co man­têm o aten­di­men­to à popu­la­ção, mas sus­pen­de­ram ati­vi­da­des exter­nas, como as visi­tas domi­ci­li­a­res.

Ape­sar de ter esta­ções na região, a Super­via, con­ces­si­o­ná­ria res­pon­sá­vel pelo ser­vi­ço de trens urba­nos, não infor­mou sobre inter­rup­ção na cir­cu­la­ção.

Alunos sem aulas

Nes­sa ter­ça-fei­ra (27), ações das polí­ci­as civil e mili­tar dei­xa­ram ao menos 22 mil alu­nos sem aulas nas zonas nor­te e oes­te do Rio. Ope­ra­ções nos Com­ple­xos da Penha e do Ale­mão, Cida­de de Deus e outras comu­ni­da­des ter­mi­na­ram com nove sus­pei­tos mor­tos e dois poli­ci­ais mili­ta­res feri­dos.

Cer­ca de 130 mil pas­sa­gei­ros de ôni­bus tam­bém foram afe­ta­dos com o atra­so na cir­cu­la­ção de 15 linhas da Via­ção N. Sra de Lour­des, que tem gara­gem pró­xi­ma ao con­jun­to de fave­las da Penha.

Edi­ção: Kle­ber Sam­paio

LOGO AG BRASIL

 

Você pode Gostar de:

BNDES abre concurso em 2024 para 150 vagas de nível superior

Repro­du­ção: © Fer­nan­do Frazão/Agencia Bra­sil Edital deve ser divulgado no segundo semestre Publicado em 09/04/2024 …