...
quinta-feira ,25 julho 2024
Home / Esportes / Seleção goleia Chile por 4 a 0 no último jogo no Brasil antes da Copa

Seleção goleia Chile por 4 a 0 no último jogo no Brasil antes da Copa

Repro­dução: © Lucas Figueiredo/CBF/Direitos Reser­va­dos

Neymar, Vinícius Jr., Coutinho e Richarlison marcam no Maracanã


Pub­li­ca­do em 24/03/2022 — 22:48 Por Agên­cia Brasil — Rio de Janeiro

Diante de 69.368 torce­dores, o Brasil der­ro­tou o Chile por 4 a 0 pela 17ª roda­da das Elim­i­natórias Sul-Amer­i­canas para a Copa do Mun­do, na noite des­ta quin­ta-feira (24) no está­dio do Mara­canã. A par­ti­da foi a últi­ma da seleção diante de sua tor­ci­da, isto porque os jogos preparatórios para o Mundi­al serão real­iza­dos fora do país.

Com este tri­un­fo, a equipe coman­da­da pelo téc­ni­co Tite man­teve uma escri­ta impor­tante, a de não sofr­er der­ro­tas como man­dante em jogos das Elim­i­natórias (em 62 jogos em casa pela com­petição, o Brasil venceu 50 e empa­tou 12). Além dis­so, com os três pon­tos a seleção chegou ao total de 42, com sete de van­tagem sobre a segun­da colo­ca­da Argenti­na, que enfrenta a Venezuela na sex­ta (25).

Vitória importante

Ape­sar do placar elás­ti­co, o Brasil não teve uma atu­ação bril­hante, mas a vitória foi impor­tante para aumen­tar a con­fi­ança da equipe na reta final de preparação para o Mundi­al do Catar.

Empurra­do pela tor­ci­da pre­sente no Mara­canã, a seleção começou acel­er­a­da. Assim, a primeira opor­tu­nidade do Brasil surgiu com menos de um min­u­to de bola rolan­do, quan­do Antony rece­beu na dire­i­ta, avançou em veloci­dade e final­i­zou para defe­sa do goleiro Bra­vo.

A par­tir daí o Brasil pas­sou a con­tro­lar as ações, ocu­pan­do o cam­po do Chile e apo­s­tan­do nas tri­an­gu­lações entre os home­ns de frente, como aos 18 min­u­tos, quan­do Ney­mar achou Viní­cius Júnior na esquer­da, que avançou e devolveu para o camisa 10, que acabou vac­ilan­do na hora de finalizar.

Aos 22 min­u­tos a seleção chegou nova­mente com peri­go, mas des­ta vez em cabeça­da do zagueiro Thi­a­go Sil­va após cruza­men­to de Ney­mar. Já o Chile cri­a­va pouco, em espe­cial em lances de con­tra-ataque.

Porém, foi ape­nas nos 10 min­u­tos finais da eta­pa ini­cial que a equipe de Tite mostrou mais obje­tivi­dade nas jogadas. Após boas final­iza­ções de Antony (aos 35 min­u­tos), Ney­mar (aos 36) e Guil­herme Arana (aos 38), o camisa 10 da seleção foi der­ruba­do den­tro da área pelo lat­er­al Isla. E, aos 43 min­u­tos, Ney­mar foi para a cobrança da penal­i­dade e deslo­cou o goleiro Bra­vo para abrir o mar­cador.

Dois min­u­tos depois a seleção ampliou, quan­do Antony abriu na esquer­da para Viní­cius Júnior, que, com a per­na dire­i­ta, tocou na frente para bater de esquer­da, cruza­do, para mar­car.

O segun­do tem­po começou com um sus­to, quan­do o meio-camp­ista Vidal descon­tou para o Chile após boa joga­da de Mon­te­ci­nos. Porém, o gol acabou anu­la­do quan­do o juiz assi­nalou imped­i­men­to na joga­da com auxílio do VAR (árbi­tro de vídeo).

A par­tir daí o Brasil cresceu na par­ti­da e chegou ao ter­ceiro em novo pênalti. Des­ta vez o respon­sáv­el pela cobrança, aos 26 min­u­tos, foi o meio-camp­ista Philippe Coutin­ho, que entrou no decor­rer da eta­pa final no lugar de Lucas Paque­tá.

Diante de um adver­sário entregue, a seleção brasileira chegou ao quar­to aos 45 min­u­tos. Bruno Guimarães lançou Richarli­son na dire­i­ta, que cor­tou para o meio e bateu cruza­do de esquer­da para dar números fina

Próximo compromisso

O Brasil vol­ta a entrar em cam­po na próx­i­ma terça-feira (29), quan­do visi­ta a Bolívia em La Paz pela últi­ma roda­da das Elim­i­natórias Sul-Amer­i­canas para a Copa do Mun­do.

Edição: Fábio Lis­boa

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Bia Haddad cai para Danielle Collins na terceira rodada de Wimbledon

Repro­dução: © Matthew Childs/Reuters/Proibida a Repro­dução Tenista brasileira cai de produção após paralisações por chuva …