...
domingo ,14 julho 2024
Home / Esportes / Série B: vice-líder Bahia vence Vasco de virada na Arena Fonte Nova

Série B: vice-líder Bahia vence Vasco de virada na Arena Fonte Nova

Repro­dução: © San Junior/Bahia/Divulgação

Estádio teve recorde de público este ano com mais de 48 mil torcedores


Pub­li­ca­do em 28/08/2022 — 19:33 Por Agên­cia Brasil — Rio de Janeiro

Ouça a matéria:

O Bahia venceu o Vas­co de vira­da na tarde deste domin­go (28) para a ale­gria de mais de 48 mil torce­dores que lotaram a Are­na Fonte Nova, em Sal­vador. Um jogo eletrizante do iní­cio ao fim, com dire­ito a dois gols con­tra:  o primeiro do meia-ata­cante Ricar­do Goulart, em sua estreia pelo Bahia, que  abriu o placar para o rival car­i­o­ca; e aos 39 o zagueiro Quin­teiro igualou para o Esquadrão de Aço. Já nos acrésci­mos da eta­pa ini­cial, Goulart se red­im­iu e virou o placar para o Bahia. 

Com o tri­un­fo no fechamen­to da 26ª roda­da da Série B do Campe­ona­to Brasileiro, o time baiano segue na vice-lid­er­ança, com 47 pon­tos, 10 atrás do Cruzeiro que despon­ta na tabela de clas­si­fi­cação para a Série A. O Vas­co se man­tém com 42 pon­tos, em quar­to lugar.

O Bahia começou com pressão total sobre o Cruz­malti­no. A Are­na Fonte Nova bateu hoje (28) recorde de públi­co: 48. 660 pre­sentes (48.183 pagantes). Aos sete min­u­tos, após passe per­feito de Mug­ni pela esquer­da, Vitor Jacaré chutou forte e quase abriu o placar, mas o goleiro Thi­a­go Rodrigues espal­mou. Na sequên­cia, aos 15, Davó den­tro da área man­dou uma bom­ba para fora. Mas, ape­sar do domínio em cam­po, que abriu o placar foi o Vas­co aos 18 min­u­tos, com gol con­tra de Ricar­do Goulart. O gol saiu após dois ecan­teios segui­dos: no últi­imo deles, Nenê cobrou na medi­da para Tubarão cabecear ao gol, mas ao subir, na divi­di­da, o bola bateu no peito de Goulart antes de entrar.

Após sofr­er o gol, o Esquadrão de Aço diminuiu o rit­mo, mas nem por isso o Cruz­malti­no chegou a ameaçar o gol de Dani­lo Fer­nan­des. O time car­i­o­ca teve difi­cul­dade em con­stru­ir jogadas e pouco final­i­zou. A 10 min­u­tos do fim da primeira eta­pa, a história do jogo mudou. Aos 39 min­u­tos, Quin­tero devolveu o gol con­tra, empatan­do para o Bahia. O zagueiro cruz­malti­no deu um car­rin­ho para cor­tar um cruza­men­to de Matheus Biba e igualou o jogo na Are­na Fonte Nova. E nos acrésci­mos, Ricar­do Goulart  se red­im­iu do gol con­tra e mar­cou de cabeça, após escant­eio, viran­do o placar para o delírio da tor­ci­da pre­sente.

Na segun­da eta­pa o jogo seguiu movi­men­ta­do. Aos 10 min­u­tos, o téc­ni­co Emílio Faro, do Vas­co, colo­cou em cam­po Gabriel Pec e Figueire­do no lugar de Paulo Vitor e Tubarão. O time car­i­o­ca pas­sou a dom­i­nar mais a bola. Aos 17 min­u­tos, Nenê  cobrou escant­eio e Andrey quase empa­tou, mas a bola foi para fora. Em segui­da, aos 23, em novo escant­eio de Nenê, Ander­son Con­ceição subiu e cabeçou rente à trave. O Bahia tam­bém teve opor­tu­nidade de ampli­ar, a mel­hor delas aos 39 min­u­tos, após cruza­men­to de Jacaré para Luiz Hen­rique man­dar uma bom­ba, mas Thi­a­go Rodrigues fez lin­da defe­sa. E já aos 49, no últi­mo lance, Edmar pela esquer­da chutou para Gabriel Pec livre na entra­da da área, mas o cole­ga Eguinal­do entrou ten­tou dom­i­nar e frus­trou a final­iza­ção de Pec.

Edição: Cláu­dia Soares Rodrigues

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Thiago Braz não consegue índice para disputar os Jogos de Paris

Repro­dução: © Reuters/Dylan Martinez/Direitos Reser­va­dos Campeão olímpico no salto com vara disputou o Troféu Brasil …