...
quinta-feira ,22 fevereiro 2024
Home / Educação / SP: fechamento de turmas dificulta retorno de adultos à educação

SP: fechamento de turmas dificulta retorno de adultos à educação

Repro­du­ção: © Divulgação/prefeitura de Pom­bal (PB

Nos últimos 4 anos, mais de 300 turmas foram fechadas


Publi­ca­do em 26/06/2023 — 09:42 Por Vanes­sa Casa­li­no — Repór­ter da TV Bra­sil — São Pau­lo

ouvir:

Atu­al­men­te, São Pau­lo tem 1.167 salas de Edu­ca­ção de Jovens e Adul­tos (EJA). A moda­li­da­de é fun­da­men­tal para pos­si­bi­li­tar a con­ti­nui­da­de dos estu­dos, espe­ci­al­men­te para quem pre­ci­sou dei­xar a esco­la. O tema está em deba­te na Câma­ra de Vere­a­do­res do muni­cí­pio a par­tir de levan­ta­men­to, apre­sen­ta­do pelo vere­a­dor Car­los Cel­so Gia­naz­zi, que mos­tra que, nos últi­mos qua­tro anos, mais de 300 tur­mas foram fecha­das. Com a redu­ção da ofer­ta de locais, che­gar até a esco­la se soma ao desa­fio de seguir com a for­ma­ção edu­ca­ci­o­nal.

Numa roti­na cor­ri­da, Duce­ni­zia San­ta­na dos San­tos pre­pa­ra-se para mais um dia de aula no ensi­no médio. São raros os dias em que ela con­se­gue pas­sar em casa, depois do tra­ba­lho, para ver as filhas antes de seguir para a esco­la, onde fica até as 23h. Tra­ba­lha­do­ra domés­ti­ca, aos 33 anos ela deci­diu vol­tar a estu­dar depois de 14 anos dis­tan­te da sala de aula.

“Eu me levan­to às 6h da manhã por­que as minhas filhas entram às 7h na esco­la. Eu levan­to, faço o café, faço lan­che pra elas. ‘Vamos, vamos que estão atra­sa­das!’. Aí, depois, faço uma coi­sa, outra coi­sa, quan­do pen­so que não, já aca­bou o tem­po e eu tenho que cor­rer para o ser­vi­ço. Não é sem­pre que venho em casa, por­que no decor­rer do dia sem­pre tem algu­ma coi­sa a mais pra gen­te fazer. Então deci­do ir pra esco­la dire­to”, con­ta.

Depois de um dia intei­ro de tra­ba­lho, os desa­fi­os para Duce­ni­zia con­ti­nu­am, antes mes­mo de che­gar à sala de aula. Da casa dela até a esco­la são 30 minu­tos de cami­nha­da. Per­cur­so que ain­da pre­ci­sa fazer a pé, mes­mo moran­do na mai­or cida­de do país. Isso por­que a ofer­ta de ôni­bus é limi­ta­da. Se espe­rar, ela che­ga atra­sa­da. São mais de 2 quilô­me­tros cami­nhan­do, mes­mo com esco­las do lado de casa.

“Com todo esse mate­ri­al [da audi­ên­cia], a gen­te vai enca­mi­nhar depois as ações, os enca­mi­nha­men­tos irão para o Tri­bu­nal de Con­tas do Muni­cí­pio, para o Minis­té­rio Públi­co, pra gen­te ter uma ação con­cre­ta e evi­tar esse des­mon­te da EJA na cida­de de São Pau­lo”, decla­rou.

A audi­ên­cia foi rea­li­za­da em con­jun­to com a Câma­ra Fede­ral em Bra­sí­lia. “É com uma polí­ti­ca de bol­sa EJA que a gen­te vai dar garan­ti­as para que aque­le estu­dan­te que está na vul­ne­ra­bi­li­da­de tenha con­di­ções efe­ti­vas de retor­nar ao estu­do, à edu­ca­ção, à esco­la”, des­ta­cou a depu­ta­da fede­ral Luci­e­ne Caval­can­te.

André Sapa­nos, pro­fes­sor do EJA e espe­ci­a­lis­ta em direi­tos huma­nos, expli­ca que esses pro­ble­mas pre­ju­di­cam o apren­di­za­do na sala de aula. “Os esta­dos, em todo o ter­ri­tó­rio naci­o­nal, têm fei­to polos de EJA. E esses pólos nor­mal­men­te ficam dis­tan­tes das casas dos estu­dan­tes. Então, quan­do a esco­la fica dis­tan­te, ou do local de tra­ba­lho, ou da sua resi­dên­cia, com­pli­ca um pou­co o aces­so à esco­la”, ava­li­ou.

A Secre­ta­ria Muni­ci­pal de Edu­ca­ção dis­se, em nota, que a deman­da por EJA caiu depois da pan­de­mia e, por isso, as tur­mas foram trans­fe­ri­das para outras esco­las. O órgão dis­se ain­da que aten­de a toda a deman­da de matrí­cu­las para essa moda­li­da­de de ensi­no.

Ain­da de acor­do com a pre­fei­tu­ra, “com a obri­ga­to­ri­e­da­de de estu­dos a par­tir dos 4 anos de ida­de, espe­ra-se a dimi­nui­ção de matrí­cu­las e tur­mas de adul­tos para a moda­li­da­de de EJA, uma vez que os estu­dan­tes se for­mam na ida­de reco­men­da­da”.

Assis­ta à repor­ta­gem da TV Bra­sil.

Edi­ção: Gra­ça Adju­to

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Prefeitura do Rio proíbe uso de celulares em sala de aula e no recreio

Repro­du­ção: © Rove­na Rosa/Agência Bra­sil Decreto foi assinado nesta sexta-feira Publi­ca­do em 02/02/2024 — 10:24 …