...
sábado ,25 maio 2024
Home / Sem categoria / STF condena a 14 anos de prisão segundo réu pelo 8/1

STF condena a 14 anos de prisão segundo réu pelo 8/1

Repro­du­ção: © Rosi­nei Coutinho/SCO/STF

Ministros seguiram voto proferido pelo relator, Alexandre de Moraes


Publi­ca­do em 14/09/2023 — 17:04 Por André Rich­ter — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

ouvir:

A mai­o­ria dos minis­tros do Supre­mo Tri­bu­nal Fede­ral (STF) con­de­nou nes­ta quin­ta-fei­ra (14) Thi­a­go de Assis Mathar a 14 anos de pri­são. Ele é o segun­do réu jul­ga­do pelos atos gol­pis­tas de 8 de janei­ro.

Os minis­tros segui­ram voto pro­fe­ri­do pelo rela­tor, minis­tro Ale­xan­dre de Mora­es, e enten­de­ram que o réu come­teu cin­co cri­mes: asso­ci­a­ção cri­mi­no­sa arma­da, abo­li­ção vio­len­ta do Esta­do Demo­crá­ti­co de Direi­to, ten­ta­ti­va de gol­pe de Esta­do, dano qua­li­fi­ca­do pela vio­lên­cia e gra­ve ame­a­ça e dete­ri­o­ra­ção de patrimô­nio tom­ba­do.

Tam­bém ficou defi­ni­do que o con­de­na­do deve­rá pagar soli­da­ri­a­men­te com outros inves­ti­ga­dos o valor de R$ 30 milhões de res­sar­ci­men­to pela par­ti­ci­pa­ção na depre­da­ção.

O réu esta­va no Palá­cio do Pla­nal­to, onde foi pre­so pela Polí­cia Mili­tar. Ele con­ti­nua pre­so no pre­sí­dio da Papu­da, no Dis­tri­to Fede­ral.

O enten­di­men­to pela con­de­na­ção pelos cin­co cri­mes foi acom­pa­nha­do pelos minis­tros Cris­ti­a­no Zanin, Edson Fachin, Dias Tof­fo­li, Cár­men Lúcia, Gil­mar Men­des e Rosa Weber.

Nunes Mar­ques só reco­nhe­ceu a con­de­na­ção pelos dois cri­mes patri­mo­ni­ais e absol­veu o acu­sa­do por gol­pe de Esta­do e vio­la­ção do Esta­do demo­crá­ti­co. André Men­don­ça e Luís Rober­to Bar­ro­so con­de­na­ram por qua­tro cri­mes.

A defe­sa de Thi­a­go Mathar decla­rou que ele não par­ti­ci­pou da depre­da­ção do Palá­cio do Pla­nal­to. Segun­do o advo­ga­do Hery Wal­dir, Thi­a­go esta­va se “mani­fes­tan­do paci­fi­ca­men­te”. Pela ver­são do defen­sor, ele não par­ti­ci­pou da depre­da­ção do Palá­cio e entrou no pré­dio para “se abri­gar”.

Edi­ção: Líli­an Beral­do

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Josiane Melo é engenheira civil e funcionária da Vale. Ela perdeu a irmã Eliane na tragédia de Brumadinho

Brumadinho: “Acordo foi o melhor caminho”, diz procurador

Repro­du­ção: © Tânia Rêgo/Agência Bra­sil Tragédia completa cinco anos nesta quinta-feira Publi­ca­do em 24/01/2024 — …