segunda-feira ,12 abril 2021
Home / Noticias / Suspeito da morte de Henry, Jairinho tem prisão temporária decretada

Suspeito da morte de Henry, Jairinho tem prisão temporária decretada

slide1-1280x512

Reprodução foto do site: averdadehenryborelmedeiros.com.br

Mãe do garoto também foi presa


Publicado em 08/04/2021 – 07:26 Por Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro
Atualizado em 08/04/2021 – 08:49

A Justiça decretou hoje (8) a prisão temporária do vereador do Rio de Janeiro, Jairo Souza Santos Junior, o Dr. Jairinho, suspeito da morte de seu enteado, o menino Henry Borel Medeiros, de 4 anos, no dia 8 de março. Também teve a prisão decretada a mãe do menino e namorada do parlamentar, Monique Medeiros.

Os dois foram presos na manhã desta quinta-feira em uma casa em Bangu, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, e encaminhados para a delegacia de Polícia Civil da Barra da Tijuca.

A criança morreu no apartamento onde Jairinho e Monique moravam, na Barra da Tijuca, depois de passar um fim de semana com o pai, Leniel Borel. Inicialmente, o caso foi tratado como um acidente, como se o menino tivesse caído da cama, mas perícias médicas constataram que a vítima havia sido vítima de agressões.

Depois que a polícia começou a investigar se Henry foi vítima de violência doméstica, o casal criou um site, onde se diz inocente. Eles afirmam, ainda, que “a Justiça prevalecerá”.

*Originalmente foram publicadas duas matérias seguidas sobre o caso. Os textos foram incorporados em uma única matéria por tratarem do mesmo assunto. Atualização feita às 8h49.

Edição: Kleber Sampaio

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

A 4ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura começa neste sábado (18) e vai até 26 de agosto, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

Inscrições para Olimpíadas de Língua Portuguesa vão até 30 de abril

Competição está em sua sétima edição Publicado em 08/04/2021 – 06:00 Por Camila Boehm – …