...
sexta-feira ,19 abril 2024
Home / Saúde / Tecnologia para tratar câncer de pele é aprovada para uso no SUS

Tecnologia para tratar câncer de pele é aprovada para uso no SUS

Repro­du­ção: © Mar­cel­lo Casal Jr/Agência Brasil/Arquivo

Foco é o carcinoma basocelular em fase inicial de tratamento


Publi­ca­do em 01/09/2023 — 07:23 Por Fer­nan­da Cruz — Repór­ter da TV Bra­sil — São Pau­lo

ouvir:

Paci­en­tes do Sis­te­ma Úni­co de Saú­de (SUS) com o tipo de cân­cer de pele mais comum vão ter um novo tra­ta­men­to desen­vol­vi­do por pes­qui­sa­do­res da Uni­ver­si­da­de de São Pau­lo (USP). A tec­no­lo­gia 100% naci­o­nal pro­me­te um tra­ta­men­to rápi­do, com menos des­con­for­to e foi apro­va­do para uso na saú­de públi­ca. 

Uma cas­qui­nha no nariz foi como a dona de casa Hele­na Pon­ti­e­ri Mora­les des­co­briu a lesão de cân­cer de pele no ros­to. Ela pas­sou por um tra­ta­men­to de tera­pia foto­di­nâ­mi­ca, que está revo­lu­ci­o­nan­do a der­ma­to­lo­gia no país. A ino­va­ção per­mi­te que paci­en­tes como ela não pre­ci­sem mais pas­sar por cirur­gia.

“Só deu uma quei­ma­di­nha e pron­to”, con­ta Hele­na sobre o pro­ce­di­men­to a laser.

O tra­ta­men­to é ofe­re­ci­do gra­tui­ta­men­te no Hos­pi­tal Ama­ral Car­va­lho, na cida­de de Jaú, no inte­ri­or pau­lis­ta, um dos 70 cen­tros de estu­dos que uti­li­zam a tera­pia. As lesões que podem ser tra­ta­das são as não mela­no­ma, que res­pon­dem pela mai­o­ria dos casos de cân­cer de pele entre os bra­si­lei­ros.

“O foco do nos­so pro­je­to é o car­ci­no­ma baso­ce­lu­lar em fase ini­ci­al de tra­ta­men­to, uma lesão peque­na, com sub­ti­po his­to­ló­gi­co espe­cí­fi­co para ser con­tem­pla­do, para rece­ber a tera­pia foto­di­nâ­mi­ca”, expli­ca a der­ma­to­lo­gis­ta Ana Gabri­e­la Sál­vio.

Esse apa­re­lho já tra­tou mais de 5 mil lesões e está pre­sen­te em nove paí­ses da Amé­ri­ca Lati­na. O cus­to do tra­ta­men­to gira em tor­no de R$ 200 a R$ 300 por lesão de pele com até um cen­tí­me­tro.

Após ter esta poma­da absor­vi­da pela pele, o paci­en­te pas­sa por uma tera­pia foto­di­nâ­mi­ca, que mata as célu­las can­ce­rí­ge­nas. Em ape­nas duas ses­sões, de ape­nas 20 minu­tos, mais de 90% dos paci­en­tes já podem sair cura­dos.

A tera­pia é desen­vol­vi­da há 20 anos pela USP de São Car­los. O Bra­sil é con­si­de­ra­do o país que mais inves­tiu na téc­ni­ca foto­di­nâ­mi­ca no mun­do, de acor­do com a Orga­ni­za­ção das Nações Uni­das para a Edu­ca­ção, a Ciên­cia e a Cul­tu­ra (Unes­co). Foram mais de R$ 10 milhões, com incen­ti­vos da Fun­da­ção de Ampa­ro à Pes­qui­sa do Esta­do de São Pau­lo (Fapesp), Ban­co Naci­o­nal de Desen­vol­vi­men­to Econô­mi­co e Soci­al (BNDES), Minis­té­rio da Saú­de e Finan­ci­a­do­ra de Estu­dos e Pro­je­tos (Finep).

“Um dos gran­des desa­fi­os do Bra­sil é colo­car a ino­va­ção bra­si­lei­ra no nível de pro­du­ção cien­tí­fi­ca. Somos o 13º país em pro­du­ção de ciên­cia no mun­do, mas o 54º país em ino­va­ção de novos pro­du­tos, sis­te­mas e solu­ções para o mun­do real. Este exem­plo aqui de São Car­los é a ciên­cia bási­ca sen­do trans­for­ma­da em ino­va­ção e um pro­du­to que solu­ci­o­na um pro­ble­ma do SUS”, ava­lia Cel­so Pan­se­ra, pre­si­den­te da Finep.

O tra­ta­men­to já está dis­po­ní­vel há cer­ca de 10 anos no sis­te­ma pri­va­do. Com o desen­vol­vi­men­to de uma tec­no­lo­gia naci­o­nal, em julho des­te ano, o apa­re­lho foi apro­va­do para uso no SUS.

“É um suces­so mui­to gran­de. Como é uma téc­ni­ca rela­ti­va­men­te bara­ta e con­ve­ni­en­te, fácil, que não exi­ge gran­de infra­es­tru­tu­ra, ela é espe­ci­al­men­te ade­qua­da para o Sis­te­ma Úni­co de Saú­de, que pre­ci­sa dis­po­ni­bi­li­zar para um núme­ro mui­to gran­de de pes­so­as da soci­e­da­de”, apon­ta o pes­qui­sa­dor Van­der­lei Sal­va­dor Bag­na­to, do Ins­ti­tu­to Físi­ca São Car­los, da USP.

O Minis­té­rio da Saú­de foi pro­cu­ra­do pela TV Bra­sil para saber quan­do a tec­no­lo­gia vai estar dis­po­ní­vel no SUS, mas não hou­ve res­pos­ta.

Assis­ta na TV Bra­sil:

Edi­ção: Maria Clau­dia

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Entenda o que é o transtorno do espectro autista

Repro­du­ção: © Michal Parzuchowski/Pixabay Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo é celebrado neste dia …