...
domingo ,21 julho 2024
Home / Saúde / Todas as regiões do Rio apresentam risco alto para covid-19

Todas as regiões do Rio apresentam risco alto para covid-19

Vacina, vacinação,seringa, covid 19
© Reuters/Michael Weber/Imago Imagens/Direitos reser­va­dos (Repro­dução)

Na semana passada, 5 das 33 regiões tinham risco moderado


Pub­li­ca­do em 22/01/2021 — 13:28 Por Viní­cius Lis­boa — Repórter da Agên­cia Brasil — Rio de Janeiro

Todas as 33 regiões admin­is­tra­ti­vas da cidade do Rio de Janeiro foram con­sid­er­adas de risco alto para covid-19 no bole­tim epi­demi­ológi­co sem­anal divul­ga­do hoje (22) pela Sec­re­taria Munic­i­pal de Saúde. O cenário rep­re­sen­ta um agrava­men­to da pan­demia na cidade, já que, na sem­ana pas­sa­da, havia cin­co regiões no nív­el de risco mod­er­a­do.

O bole­tim é o ter­ceiro divul­ga­do pela prefeitu­ra do Rio de Janeiro e leva em con­ta a incidên­cia de casos e óbitos para definir o nív­el de risco e aplicar medi­das restri­ti­vas especí­fi­cas para cada região admin­is­tra­ti­va.

O prefeito Eduar­do Paes pediu que a pop­u­lação coopere com as medi­das pre­ven­ti­vas e afir­mou que restrições mais con­tun­dentes serão necessárias se o cenário con­tin­uar se agra­van­do neste rit­mo.

“Àque­les que acham que vão ficar na bal­a­da, nas fes­tas, fazen­do aglom­er­ação, deix­em de ser bur­ros. Vocês estão matan­do pes­soas. Vamos respeitar as regras. Ninguém está proibido de sair de casa, nem de fre­quen­tar espaços públi­cos, comér­cio, restau­rantes, bares, mas tem que respeitar as regras. Sair dis­so é fal­ta de con­sciên­cia, é bur­rice, é fal­ta de com­paixão, fal­ta de empa­tia”, afir­mou o prefeito.

Paes ressaltou que o tra­bal­ho de fis­cal­iza­ção de even­tos e esta­b­elec­i­men­tos que des­cumprem as regras vai con­tin­uar. Ele citou o exem­p­lo da aglom­er­ação que tem se repeti­do no local em que antes ocor­ria o tradi­cional sam­ba da Pedra do Sal, no cen­tro do Rio de Janeiro.

“Não vai mais acon­te­cer na segun­da-feira que vem. Deter­minei ao secretário Breno [de Ordem Públi­ca] que apreen­da todas as caixas de som e equipa­men­tos que lá este­jam colo­ca­dos na próx­i­ma segun­da-feira”, disse Paes, que tam­bém prom­e­teu aumen­tar o tem­po de inter­dição de casas notur­nas que des­cumpram as regras. “Vamos cri­ar todo tipo de difi­cul­dade para quem não tem respeito à vida e respeito ao próx­i­mo.”

Leitos

A prefeitu­ra infor­mou que chegou a 200 o número de leitos aber­tos na cidade des­de o iní­cio do mês, com mais 50 vagas cri­adas nes­ta sem­ana. Os novos leitos são nos hos­pi­tais munic­i­pais Souza Aguiar, Sal­ga­do Fil­ho e de Piedade e no Hos­pi­tal Uni­ver­sitário Clementi­no Fra­ga Fil­ho, da Uni­ver­si­dade Fed­er­al do Rio de Janeiro (UFRJ).

Com a insta­lação de novos leitos des­de o iní­cio do mês, caiu de 150 para três o número de pes­soas que aguardam mais de 24 horas por uma vaga de inter­nação.

Vacinação

O secretário munic­i­pal de saúde, Daniel Soranz, detal­hou infor­mações sobre as mais de 42 mil dos­es já apli­cadas pela cidade do Rio de Janeiro. Segun­do Soranz, já rece­ber­am a primeira apli­cação da Coro­n­aVac todos os profis­sion­ais que tra­bal­harão na cam­pan­ha da vaci­nação con­tra a covid-19, além de prati­ca­mente todos os idosos que vivem em residên­cias de lon­ga per­manên­cia e dos tra­bal­hadores destes locais.

As próx­i­mas dos­es a serem apli­cadas se des­ti­narão pri­or­i­tari­a­mente a profis­sion­ais que atu­am nos leitos de enfer­maria e unidadades de ter­apia inten­si­va (UTI) que recebem pacientes com covid-19 e sín­drome res­pi­ratória agu­da. Esse grupo rep­re­sen­ta cer­ca de 75% do públi­co-alvo da primeira fase, esti­ma Soranz, que afir­mou que a prefeitu­ra está apu­ran­do denún­cias de pos­síveis casos de pes­soas vaci­nadas sem per­tencer ao públi­co-alvo.

Edição: Nádia Fran­co

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Diabetes não controlado pode causar problemas cardiovasculares

Repro­dução: © Marce­lo Camargo/Agência Brasil Especialista recomenda que as pessoas façam check-ups periódicos Publicado em …