...
quinta-feira ,20 junho 2024
Home / Esportes / Tóquio 2020: atletas olímpicos e paralímpicos começam a ser vacinados

Tóquio 2020: atletas olímpicos e paralímpicos começam a ser vacinados

ana_marcela_nadadora_vacinada

Repro­du­ção: © Miri­am Jeske/COB/Direitos Reser­va­dos

Ao todo 1814 pessoas serão imunizadas com doses doadas pelo COI


Publi­ca­do em 14/05/2021 — 15:37 Por Agên­cia Bra­sil * — Rio de Janei­ro

Teve iní­cio nes­ta sex­ta-fei­ra (14) a vaci­na­ção dos atle­tas bra­si­lei­ros que par­ti­ci­pa­rão dos Jogos Olím­pi­cos e Para­lím­pi­cos de Tóquio (Japão).  O pri­mei­ro a rece­ber a vaci­na foi o tetra­cam­peão paralîm­pi­co Antô­nio Tenó­rio, de 50 anos, em São Pau­lo. E Ana Mar­ce­la Cunha, cam­peã mun­di­al de mara­to­na aquá­ti­ca, foi a pri­mei­ra a ser imu­ni­za­da no Rio de Janei­ro, pelo pró­prio minis­tro da Saú­de Mar­ce­lo Quei­ro­ga.

A vaci­na­ção ocor­re tam­bém em Bra­sí­lia, For­ta­le­za, Por­to Ale­gre e Belo Hori­zon­te. Ao todo 1814 pes­so­as serão imu­ni­za­das, com doses doa­das pelo Comi­tê Olím­pi­co Inter­na­ci­o­nal (COI): 4050 da far­ma­cêu­ti­ca nor­te-ame­ri­ca­na Pfi­zer e outras oito mil da chi­ne­sa Sino­vac, fabri­can­te da Coro­na­Vac. Até que as vaci­nas doa­das pelo COI che­guem ao Bra­sil, os atle­tas são imu­ni­za­dos com as doses do Pla­no Naci­o­nal de Imu­ni­za­ção (PNI). A enti­da­de tam­bém asse­gu­rou doses sufi­ci­en­tes para mais dois bra­si­lei­ros não-atle­tas a cada mem­bro da dele­ga­ção bra­si­lei­ra vaci­na­do.

“Essa cerimô­nia se ini­ci­ou com a exe­cu­ção do hino naci­o­nal e que­re­mos ouvir o hino naci­o­nal vári­as vezes na Olim­pía­da de Tóquio, tor­cen­do por vocês, para que tra­gam meda­lhas para o povo bra­si­lei­ro. O espor­te, espe­ci­al­men­te as Olim­pía­das, é um momen­to de união mun­di­al. É uma com­pe­ti­ção, mas uma com­pe­ti­ção movi­da por espí­ri­to altruís­ta e vive­mos um momen­to na saú­de públi­ca  mun­di­al de gran­de gra­vi­da­de”, dis­se o minis­tro Quei­ro­ga duran­te o even­to de vaci­na­ção na Esco­la de Capa­ci­ta­ção Físi­ca do Exér­ci­to, na Urca, zona Sul da capi­tal.

Após rece­ber a pri­mei­ra dose, apli­ca­da pelo minis­tro Quei­ro­ga, a mul­ti­cam­peã Ana Mar­ce­la Cunha apoi­ou a ini­ci­a­ti­va.

“Serão mais de 1800 {pes­so­as] da dele­ga­ção bra­si­lei­ra vaci­na­dos. E além de tudo isso, a cada uma dose que nós esta­mos sen­do vaci­na­dos, duas doses são doa­das atra­vés do SUS. Então, de cer­ta for­ma, o espor­te está con­tri­buin­do mui­to para o Bra­sil, para saú­de do Bra­sil’, dis­se a atle­ta cin­co vezes cam­peã mun­di­al de mara­to­nas aquá­ti­cas.

Assim como o Bra­sil, vári­os paí­ses já deram a lar­ga­da na imu­ni­za­ção de atle­tas: Ale­ma­nha, Aus­trá­lia, Bél­gi­ca, Cana­dá, Chi­na, Coreia do Sul, Dina­mar­ca, Espa­nha, Esta­dos Uni­dos, Holan­da, Hun­gria, Grã-Bre­ta­nha, Isra­el, Lituâ­nia, Méxi­co e Nova Zelân­dia, entre outros, já ini­ci­a­ram a imu­ni­za­ção de suas dele­ga­ções. A aber­tu­ra da Olim­pía­da de Tóquio será em 23 de julho, e a dos Jogos Para­lím­pi­cos em 24 de agos­to.

Tam­bém se vaci­na­ram hoje (14) no Rio, o arquei­ro Mar­cus Almei­da, a nada­do­ra Laris­sa de Oli­vei­ra — que ain­da bus­ca clas­si­fi­ca­ção a Tóquio -, os para­lím­pi­cos Caio Ribei­ro (para­ca­no­a­gem)  e Michel Pes­sa­nha (rema­dor), e Rosan­ge­la San­tos, meda­lhis­ta de bron­ze (2008) no atle­tis­mo, nos Jogos de Pequim (Chi­na).

“O espor­te está liga­do à saú­de, à edu­ca­ção. Então acho que nós somos uma ima­gem para o povo tam­bém. Então é mui­to gra­ti­fi­can­te saber que tudo isso de doa­ções só está acon­te­cen­do tam­bém pelo espor­te”, afir­mou Rosân­ge­la que ain­da bri­ga por uma vaga olím­pi­ca, pela clas­si­fi­ca­ção no ran­king mun­di­al.

Além do minis­tro Quei­ro­ga, da Saú­de, tam­bém esti­ve­ram pre­sen­te no even­to o Secre­tá­rio do Espor­te do Minis­té­rio da Cida­da­nia, Mar­ce­lo Maga­lhães; o Dire­tor do Depar­ta­men­to de Des­por­to Mili­tar do Minis­té­rio da Defe­sa, Major-Bri­ga­dei­ro Isai­as Car­va­lho; o Secre­tá­rio Naci­o­nal de Espor­te de Alto Ren­di­men­to, Bru­no Sou­za; e o Pre­si­den­te do Comi­tê Olím­pi­co do Bra­sil (COB) Pau­lo Wan­der­ley Tei­xei­ra.

São Paulo

Emo­ci­o­na­do, o tetra­cam­peão Antô­nio Tenó­rio rece­beu a pri­mei­ra dose no Cen­tro de Trei­na­men­to Para­lím­pi­co (CTP), na capi­tal pau­lis­ta. Em mar­ço, o judo­ca teve um qua­dro gra­ve de covid-19, per­ma­ne­cen­do 18 dias hos­pi­ta­li­za­do.

“É um momen­to ímpar para nós, pas­sa­mos por momen­tos difí­ceis. Depois de 18 dias de inter­na­ção, então para mim é mui­to gra­ti­fi­can­te esse momen­to de ser o pri­mei­ro atle­ta para­lím­pi­co a ser vaci­na­do”, comen­tou Antô­nio Tenó­rio, após rece­ber a pri­mei­ra dose da vaci­na da Pfi­zer, momen­to espe­ci­al que foi publi­ca­do no Twit­ter pelo pre­si­den­te do Comi­tê Para­lím­pi­co Bra­si­lei­ro (CPB) Miza­el Con­ra­do.

* cola­bo­ra­ção de Rodri­go Ricar­do e Tha­mi­ris Teza (esta­giá­ria) sob super­vi­são de Verô­ni­ca Dal­ca­nal 

Ouça na Radi­o­a­gên­cia Naci­o­nal


Edi­ção: Cláu­dia Soa­res Rodri­gues

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Franca derrota Flamengo e fica a uma vitória do título do NBB

Repro­du­ção: © Mar­cos Limonti/Sesi Fran­ca Basquete/Direitos Reser­va­dos Equipe do interior de São Paulo triunfou por …