Hiroshima: primeiro ataque com bomba atômica completa 75 anos

Hiroshima: primeiro ataque com bomba atômica completa 75 anos

Cidade reconstruída após bombardeio se tornou símbolo da paz Publicado em 06/08/2020 – 08:15 Por Liliane Farias – Brasília “Pensem nas crianças mudas, telepáticas. Pensem nas meninas cegas, inexatas. Pensem nas mulheres Continue lendo »

Programa Vigia inaugura base fluvial para combate ao tráfico

Programa Vigia inaugura base fluvial para combate ao tráfico

Embarcação para até 60 agentes ficará atracada no Rio Solimões Publicado em 04/08/2020 – 12:35 Por Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil – Brasília Criado com o objetivo de ajudar no Continue lendo »

Plástico nos oceanos pode chegar a 600 milhões de toneladas em 2040

Plástico nos oceanos pode chegar a 600 milhões de toneladas em 2040

Projeção é feita pelo estudo Breaking the Plastic Wave Publicado em 31/07/2020 – 06:14 Por Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro Caso não sejam tomadas medidas urgentes Continue lendo »

EBC ganha nova unidade de transmissão móvel para grandes eventos

EBC ganha nova unidade de transmissão móvel para grandes eventos

Veículo será utilizado nas principais coberturas da empresa Publicado em 29/07/2020 – 17:45 Por Pedro Ivo de Oliveira – Repórter da Agência Brasil – Brasília A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) ganhou um reforço Continue lendo »

Lava Jato: PF cumpre mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro

Lava Jato: PF cumpre mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro

A ação é um desdobramento da operação Ponto Final Publicado em 30/07/2020 – 09:03 Por Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro Policiais federais cumprem hoje (30) três Continue lendo »

PF investiga contratações milionárias pela Assembleia de Pernambuco

PF investiga contratações milionárias pela Assembleia de Pernambuco

As fraudes somam quase 40 milhões Publicado em 30/07/2020 – 10:34 Por Karine Melo – Repórter Agência Brasil – Brasília A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (30) a operação Coffee Break. Na Continue lendo »

Fundador da banda Renato e seus Blue Caps morre aos 76 anos

Fundador da banda Renato e seus Blue Caps morre aos 76 anos

Renato Barros estava internado desde o dia 17 para uma cirurgia Publicado em 29/07/2020 – 07:33 Por Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro O músico Renato Barros, Continue lendo »

 

TSE cassa mandato da senadora Selma Arruda

Marcelo Camargo/Agência Brasil (Reprodução)

Justiça Eleitoral de Mato Grosso deve convocar nova eleições


Publicado em 10/12/2019 – 23:21

Por André Richter – Repórter da Agência Brasil * Brasília


Por 6 votos a 1, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu hoje (10) cassar o mandato da senadora Selma Arruda (Podemos-MT) por abuso de poder econômico e caixa dois nas eleições do ano passado. Conhecida como Juíza Selma, a parlamentar aposentou-se da magistratura e concorreu ao cargo pelo PSL.

Com a decisão, novas eleições para o cargo deverão ser convocadas pela Justiça Eleitoral de Mato Grosso, cuja data ainda será definida. A cassação também atinge o primeiro e o segundo suplentes, Gilberto Possamai e Clerie Fabiana. A parlamentar pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar suspender a cassação.

Em abril, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Mato Grosso cassou o mandato da senadora pela suposta omissão de R$ 1,2 milhão na prestação de contas da campanha do ano passado. Porém, Selma Arruda e seus suplentes recorreram ao TSE.

Na terça-feira (3), ao iniciar o julgamento do recurso da parlamentar, o relator, ministro Og Fernandes, votou pela cassação da chapa por entender que houve diversas irregularidades na campanha, como recebimentos e despesas “por dentro e por fora” que não constaram na contabilidade, além de propaganda e gastos fora do período eleitoral.

Na sessão de hoje, o ministro Luís Felipe Salomão acompanhou o relator e disse que as provas que constam no processo mostram que mais de 70% dos recursos da campanha não tiveram escrituração contábil, obrigatória por lei. Para o ministro, a irregularidade, desequilibrou a disputa com os concorrentes. “São fatos gravosos, entre tantos que foram anexados aos autos”, disse o ministro.

Em seguida, os ministros Tarcísio Vieira, Sergio Banhos, Luís Roberto Barroso, e a presidente, Rosa Weber, também votaram pela cassação.

Em seu voto, Barroso disse que há “muitos interesses” na perda do mandato da ex-juíza, mas não são esses interesses que estão sendo julgados pelo TSE. “É impossível negar que esses fatos [irregularidades] contrariam a legislação e contrariam a jurisprudência, caracterizando abuso de poder econômico”, disse.

Edson Fachin divergiu da maioria e entendeu que as irregularidades não são suficientes para autorizar a cassação.

No primeiro dia de julgamento, o advogado Gustavo Bonini Guedes, representante da senadora, afirmou que a parlamentar não praticou caixa dois e abuso de poder econômico.

“A senador Selma Arruda foi eleita com base nas plataformas de combate à corrupção, que sempre defendeu como juíza no Mato Grosso, determinado a prisão de presidente da Assembleia Legislativa e ex-governador”, disse a defesa.


Edição: Fábio Massalli
É proibida a reprodução, total ou parcial do conteúdo sem prévia autorização.
+