...
sexta-feira ,23 fevereiro 2024
Home / Educação / UnB terá processo seletivo exclusivo para pessoas com mais de 60 anos

UnB terá processo seletivo exclusivo para pessoas com mais de 60 anos

Repro­du­ção: © Agên­cia Bra­sil

Iniciativa foi divulgada pela reitora Márcia Abrahão


Publi­ca­do em 30/11/2023 — 10:49 Por Lucas Por­deus León — Repór­ter da Agên­cia Bra­sil — Bra­sí­lia

ouvir:

A Uni­ver­si­da­de de Bra­sí­lia (UnB) infor­mou que abri­rá um pro­ces­so sele­ti­vo exclu­si­vo para pes­so­as com 60 anos ou mais como par­te de uma polí­ti­ca de valo­ri­za­ção de pes­so­as ido­sas na soci­e­da­de. A UnB tem tra­ba­lha­do para imple­men­tar a Polí­ti­ca do Enve­lhe­cer Sau­dá­vel, Par­ti­ci­pa­ti­vo e Cida­dão (Pespc) e, entre as medi­das, está o ves­ti­bu­lar exclu­si­vo para essa fai­xa etá­ria.  

A ini­ci­a­ti­va foi divul­ga­da após reu­nião da Câma­ra de Direi­tos Huma­nos (CDH) da uni­ver­si­da­de que enu­me­rou três ini­ci­a­ti­vas para a ter­cei­ra ida­de: a cri­a­ção de ati­vi­da­des, ações, pro­je­tos e pro­gra­mas para inclu­são, valo­ri­za­ção e res­pei­to à dig­ni­da­de das pes­so­as ido­sas; o enfren­ta­men­to ao eta­ris­mo, e o enve­lhe­cer como direi­to. O eta­ris­mo é o pre­con­cei­to que a pes­soa sofre em fun­ção da ida­de.

Entre os com­pro­mis­sos assu­mi­dos pela UnB, está “a rea­li­za­ção do pro­ces­so sele­ti­vo vol­ta­do a pes­so­as ido­sas, com 60 anos ou mais, para ingres­so em cur­sos de gra­du­a­ção da UnB”. Os deta­lhes com datas, núme­ros de vagas e cur­sos que terão vagas dis­po­ní­veis serão divul­ga­dos em bre­ve.

A rei­to­ra da UnB, Már­cia Abrahão, indi­cou que a pri­mei­ra pro­va deve ser rea­li­za­da no 1ª semes­tre de 2024. “O pro­ces­so sele­ti­vo será uma reda­ção. Para que as ações da polí­ti­ca se con­cre­ti­zem é pre­ci­so que a comu­ni­da­de se enga­je e cola­bo­re”, des­ta­cou.

Política do Envelhecer

A Polí­ti­ca do Enve­lhe­cer Sau­dá­vel, Par­ti­ci­pa­ti­vo e Cida­dão foi defi­ni­da pela UnB em feve­rei­ro de 2023 quan­do a Comis­são de Direi­tos Huma­nos da Ins­ti­tui­ção apro­vou docu­men­to com as dire­tri­zes para “pre­pa­rar as gera­ções para o enve­lhe­ci­men­to sau­dá­vel, par­ti­ci­pa­ti­vo, dig­no e cida­dão”.

O docu­men­to pre­vê a cri­a­ção de medi­das que valo­ri­zem os ido­sos, seus conhe­ci­men­tos, memó­ri­as e con­tri­bui­ções para uni­ver­si­da­de. Entre os obje­ti­vos, está “ampli­ar a par­ti­ci­pa­ção de pes­so­as ido­sas como estu­dan­tes e como par­ti­ci­pan­tes de equi­pes de pro­je­tos de pes­qui­sa e exten­são”.

A polí­ti­ca foi apre­sen­ta­da como neces­sá­ria devi­do ao cená­rio soci­al de tran­si­ção demo­grá­fi­ca. No Dis­tri­to Fede­ral, em 2030, have­rá apro­xi­ma­da­men­te 565 mil pes­so­as ido­sas, segun­do dados da Com­pa­nhia de Pla­ne­ja­men­to do Dis­tri­to Fede­ral (Code­plan).

Edi­ção: Líli­an Beral­do

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Prefeitura do Rio proíbe uso de celulares em sala de aula e no recreio

Repro­du­ção: © Rove­na Rosa/Agência Bra­sil Decreto foi assinado nesta sexta-feira Publi­ca­do em 02/02/2024 — 10:24 …