...
sábado ,15 junho 2024
Home / Saúde / UTIs vão reforçar hospitais de campanha no Rio Grande do Sul

UTIs vão reforçar hospitais de campanha no Rio Grande do Sul

Repro­du­ção: © Rafa Neddermeyer/Agência Bra­sil

Unidades vão receber cinco leitos nos próximos dias


Publicado em 25/05/2024 — 16:59 Por Paula Laboissière – Repórter da Agência Brasil — Brasília

Cin­co lei­tos de uni­da­des de tera­pia inten­si­va (UTIs) serão des­ti­na­dos, ao lon­go dos pró­xi­mos dias, aos hos­pi­tais de cam­pa­nha que rea­li­zam o aten­di­men­to a víti­mas das enchen­tes no Rio Gran­de do Sul. Com­pos­tos por camas hos­pi­ta­la­res, ven­ti­la­do­res pul­mo­na­res, moni­to­res mul­ti­pa­ra­mé­tri­cos, bom­bas de infu­são volu­mé­tri­ca e supor­tes para bom­bas, os equi­pa­men­tos, de acor­do com o Minis­té­rio da Saú­de, já estão em Por­to Ale­gre.

Os equi­pa­men­tos devem ser dis­tri­buí­dos aos três hos­pi­tais de cam­pa­nha em fun­ci­o­na­men­to, loca­li­za­dos nos muni­cí­pi­os de Cano­as, Por­to Ale­gre e São Leo­pol­do, e tam­bém ao hos­pi­tal de cam­pa­nha de Novo Ham­bur­go, que entra em fun­ci­o­na­men­to às 19h des­te sába­do (25).

Ao todo, seis médi­cos, três enfer­mei­ros e téc­ni­cos de enfer­ma­gem vão pres­tar aten­di­men­to 24 horas por dia em Novo Ham­bur­go. A nova uni­da­de tem capa­ci­da­de para rea­li­zar entre 150 e 200 aten­di­men­tos diá­ri­os.

“Os novos lei­tos de UTI serão impor­tan­tes para garan­tir a segu­ran­ça dos pro­fis­si­o­nais e dos paci­en­tes que neces­si­tam do mane­jo e de cui­da­dos crí­ti­cos”, des­ta­cou a pas­ta, ao citar a impor­tân­cia de garan­tir o cui­da­do inte­gral e a assis­tên­cia con­ti­nu­a­da de for­ma segu­ra.

Atendimentos

Dados do minis­té­rio indi­cam que, des­de o dia 5 de maio, pro­fis­si­o­nais da For­ça Naci­o­nal do Sis­te­ma Úni­co de Saú­de (SUS) no Rio Gran­de do Sul rea­li­za­ram mais de 5,8 mil aten­di­men­tos em res­pos­ta aos impac­tos das enchen­tes na região.

O hos­pi­tal de cam­pa­nha de Cano­as regis­trou 2,8 mil aten­di­men­tos, enquan­to a uni­da­de de Por­to Ale­gre con­ta­bi­li­zou 970 e a de São Leo­pol­do, 221.

“Além dis­so, as equi­pes móveis tam­bém aten­de­ram 1,6 mil pes­so­as, rea­li­za­ram 60 remo­ções aére­as e 192 aten­di­men­tos psi­cos­so­ci­ais”, infor­mou o minis­té­rio.

Novos voluntários

Tam­bém nes­te sába­do, 40 novos volun­tá­ri­os da For­ça Naci­o­nal do SUS che­ga­ram ao Rio Gran­de do Sul para refor­çar os aten­di­men­tos e ampli­ar a assis­tên­cia em saú­de no esta­do.

O gru­po é com­pos­to por emer­gen­cis­tas do Ser­vi­ço de Aten­di­men­to Móvel de Urgên­cia (Samu) e se jun­tou à equi­pe, pro­mo­ven­do a tro­ca de pro­fis­si­o­nais e a inclu­são de novas cate­go­ri­as, como téc­ni­cos de enfer­ma­gem, para diver­si­fi­car e ampli­ar a capa­ci­da­de de aten­di­men­to nos hos­pi­tais de cam­pa­nha.

“A che­ga­da dos novos pro­fis­si­o­nais tem o obje­ti­vo de per­mi­tir que equi­pes volan­tes, com­pos­tas por médi­cos e enfer­mei­ros, atu­em simul­ta­ne­a­men­te em locais clas­si­fi­ca­dos como pri­o­ri­tá­ri­os no esta­do”, infor­mou o minis­té­rio.

Edi­ção: Juli­a­na Andra­de

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Brasil ultrapassa 5 milhões de casos prováveis de dengue

Repro­du­ção: © Fra­me EBC Minas Gerais lidera com o maior número de registros Publicado em …