...
sexta-feira ,19 julho 2024
Home / Saúde / Vacina da Johnson & Johnson é 72% eficaz contra a covid-19 nos EUA

Vacina da Johnson & Johnson é 72% eficaz contra a covid-19 nos EUA

2021-01-29t130041z_216551949_rc2phl9xi3nv_rtrmadp_3_health-coronavirus-vaccines-johnson-johnson

© REUTERS/Dado Ruvic/Direitos Reser­va­dos (Repro­dução)

Em testes mais amplos eficácia alcançou 66%


Pub­li­ca­do em 29/01/2021 — 11:31 Por Julie Steen­huy­sen — Reuters — Lon­dres

Reuters

A John­son & John­son anun­ciou nes­ta sex­ta-feira (29) que sua vaci­na de dose úni­ca con­tra a covid-19 foi 72% efi­caz na pre­venção da doença nos Esta­dos Unidos e alcançou uma taxa um pouco menor, de 66%, glob­al­mente em um teste mais amp­lo real­iza­do em três con­ti­nentes e com vari­antes múlti­plas do vírus.

No teste com quase 44 mil vol­un­tários, o nív­el de pro­teção con­tra casos graves e mod­er­a­dos da covid-19 foi de 66% na Améri­ca Lati­na e de 57% na África do Sul, onde uma vari­ante par­tic­u­lar­mente pre­ocu­pante do coro­n­avírus está cir­cu­lan­do.

Duas out­ras vaci­nas já autor­izadas da Pfiz­er com a BioN­Tech e da Mod­er­na foram cer­ca de 95% efi­cazes na pre­venção de casos sin­tomáti­cos em testes quan­do apli­cadas em duas dos­es. Ess­es estu­dos, no entan­to, foram real­iza­dos prin­ci­pal­mente nos Esta­dos Unidos e antes da ampla dis­sem­i­nação de novas vari­antes.

O prin­ci­pal obje­ti­vo do estu­do da J&J foi a pre­venção de casos graves e mod­er­a­dos da covid-19, e a vaci­na foi 85% efi­caz em impedir uma doença grave e a hos­pi­tal­iza­ção em todos os lugares onde testes foram real­iza­dos e con­tra múlti­plas vari­antes 28 dias após a vaci­nação.

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Diabetes não controlado pode causar problemas cardiovasculares

Repro­dução: © Marce­lo Camargo/Agência Brasil Especialista recomenda que as pessoas façam check-ups periódicos Publicado em …