terça-feira ,13 abril 2021
Home / Saúde / Variante de Manaus atinge 64% dos infectados na capital paulista

Variante de Manaus atinge 64% dos infectados na capital paulista

O chefe do médico da UTI, Everton Padilha Gomes, examina uma radiografia de tórax de um paciente em um hospital de campo criado para tratar pacientes que sofrem da doença por coronavírus (COVID-19) em Guarulhos, São Paulo
© REUTERS / Amanda Perobelli/direitos reservados (Reprodução)

Conclusão foi de estudo realizado pela prefeitura


Publicado em 27/03/2021 – 19:48 Por Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil – São Paulo

A variante de Manaus do novo coronavírus, conhecida por P1, é a principal em circulação na capital paulista, de acordo com amostras coletadas para um estudo realizado pela Prefeitura de São Paulo e pelo Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (USP).

De 73 amostras colhidas de pessoas infectadas no município, 64,4% eram da variante de Manaus, ou seja, 47 pacientes testaram positivo para a variante P1. As amostras testadas com a P1 eram de diferentes partes da cidade: zona norte (10), zonas leste e sudeste (9 confirmações em cada uma), zona oeste (8) e centro (7). Cinco amostras, representando um percentual de 6,8%, demonstraram infecção pela variante do Reino Unido, a B.1.1.7. Do total das amostras, 71,2%  revelaram essas duas novas linhagens do vírus.

A diretora da Divisão de Vigilância Epidemiológica do município, Selma Anequini Costa, disse que, independentemente da variante que está circulando, é importante que a população siga as medidas que evitam a contaminação pela covid-19: o distanciamento social, o uso correto de máscara e a higiene de mãos.

“A forma de transmissão é a mesma, mas não sabemos como se comportam essas variantes em termos de capacidade de transmissão, então precisamos tomar muito mais cuidado agora. E [não sabemos] quantas outras [variantes] poderão vir se a gente não interromper essa transmissão e não cuidar. Então está na mão da população nos ajudar também para que a gente consiga diminuir esse número de casos”, disse Selma.

Ela reforçou que a circulação da variante P1 ela está em todo o município de São Paulo, em todas as regiões, e que as ações estão sendo aprimoradas a partir de estudos como este. “Importante manter esses estudos na cidade para a gente enxergar o que está acontecendo e acompanhar com as decisões em tempo oportuno.”

Edição: Claudia Felczak

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

O chefe do médico da UTI, Everton Padilha Gomes, examina uma radiografia de tórax de um paciente em um hospital de campo criado para tratar pacientes que sofrem da doença por coronavírus (COVID-19) em Guarulhos, São Paulo

Covid-19: Brasil tem 4.195 mortes registradas em 24 horas

Desde o início da pandemia, 336.947 pessoas morreram pela doença Publicado em 06/04/2021 – 18:45 …