...
quarta-feira ,17 abril 2024
Home / Economia / BNDES financia construção de fábrica de etanol e farelo

BNDES financia construção de fábrica de etanol e farelo

Repro­du­ção: © Fer­nan­do Frazão/Agência Bra­sil

​ ​Projeto reúne elementos de inovação e bioeconomia


Publicado em 30/03/2024 — 14:55 Por Douglas Correa — Repórter da Agência Brasil — Rio de Janeiro

ouvir:

Um finan­ci­a­men­to de R$ 729,7 milhões para a Be8, líder naci­o­nal na pro­du­ção de bio­di­e­sel, foi apro­va­do pelo Ban­co Naci­o­nal de Desen­vol­vi­men­to Econô­mi­co e Soci­al (BNDES) para a cons­tru­ção de fábri­ca de eta­nol e fare­lo a par­tir do pro­ces­sa­men­to de cere­ais (tri­go, tri­ti­ca­le e milho, entre outros) em Pas­so Fun­do, no Rio Gran­de do Sul. Do total, R$ 500 milhões são pro­ve­ni­en­tes do Pro­gra­ma BNDES Mais Ino­va­ção.

A usi­na será fle­xí­vel para a pro­du­ção de eta­nol ani­dro, que pode ser adi­ci­o­na­do na gaso­li­na, ou hidra­ta­do para o con­su­mo dire­to, e terá capa­ci­da­de de 209 milhões de litros/ano, o que equi­va­le a 20% da deman­da do Rio Gran­de do Sul, que hoje tem que impor­tar o pro­du­to de outros esta­dos. A nova fábri­ca vai pro­ces­sar 525 mil tone­la­das por ano de cere­ais para pro­du­ção de eta­nol e fare­lo.

O pre­si­den­te do BNDES, Aloi­zio Mer­ca­dan­te, dis­se que o Bra­sil tem papel cen­tral na exe­cu­ção de pro­je­tos para a tran­si­ção ener­gé­ti­ca, espe­ci­al­men­te no setor de bio­com­bus­tí­veis. “Vive­mos uma jane­la his­tó­ri­ca de opor­tu­ni­da­des e o BNDES vem con­tri­buin­do de manei­ra sig­ni­fi­ca­ti­va para a ino­va­ção na indús­tria, para que ela se tor­ne mais ver­de e sus­ten­tá­vel”, obser­vou.

Para o dire­tor de Desen­vol­vi­men­to Pro­du­ti­vo, Ino­va­ção e Comér­cio Exte­ri­or do BNDES, José Luis Gor­don, “o pro­je­to reú­ne diver­sos ele­men­tos de ino­va­ção e bio­e­co­no­mia que cons­tam da nova polí­ti­ca indus­tri­al do pre­si­den­te Lula: a pro­du­ção naci­o­nal de bio­com­bus­tí­vel, a uti­li­za­ção de novas maté­ri­as-pri­mas, como o tri­go, e a con­se­quen­te redu­ção na emis­são de polu­en­tes na atmos­fe­ra”, ava­li­ou. Segun­do o dire­tor, o pro­je­to inclui ain­da o reu­so de resí­du­os e a eli­mi­na­ção do lan­ça­men­to de eflu­en­tes líqui­dos.

Iniciativa arrojada

O pre­si­den­te da Be8, Eras­mo Car­los Batis­tel­la, dis­se que “este finan­ci­a­men­to pelo Pro­gra­ma BNDES Mais Ino­va­ção é mui­to impor­tan­te por reco­nhe­cer este inves­ti­men­to como uma ini­ci­a­ti­va arro­ja­da, com mui­ta ino­va­ção, que tam­bém vai repre­sen­tar um incre­men­to na ofer­ta de fare­lo para as cadei­as pro­du­ti­vas de pro­teí­nas ani­mais, além de pro­mo­ver inves­ti­men­to em desen­vol­vi­men­to de tec­no­lo­gia gené­ti­ca para pro­du­ção de tri­go espe­cí­fi­co para maté­ria-pri­ma de eta­nol”.

Com o pro­je­to, a Be8 vai gerar cer­ca de 220 empre­gos dire­tos na fase de ope­ra­ção, após a con­clu­são da obra. Serão gera­dos tam­bém 700 empre­gos na implan­ta­ção do pro­gra­ma, dan­do pre­fe­rên­cia à con­tra­ta­ção de mão de obra local, pro­mo­ven­do o trei­na­men­to e a capa­ci­ta­ção espe­ci­a­li­za­da para manu­ten­ção e ope­ra­ção da uni­da­de.

Terá tam­bém auto­pro­du­ção de ener­gia elé­tri­ca com coge­ra­ção a par­tir de bio­mas­sa e a ofer­ta de ener­gia exce­den­te será dis­po­ni­bi­li­za­da na rede de dis­tri­bui­ção do muni­cí­pio. Não have­rá lan­ça­men­to de eflu­en­tes líqui­dos, que serão uti­li­za­dos para pro­du­ção de vapor no pro­ces­so de pro­du­ção.

Edi­ção: Kle­ber Sam­paio

LOGO AG BRASIL

Você pode Gostar de:

Caixa paga novo Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 6

Repro­du­ção: © Rafa­el Lam­pert Zart/ ASCOM Além do benefício mínimo de R$ 600, há pagamento …